42º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro chega a sua 42ª edição. Com o peso de ser a mais antiga mostra de cinema no país, entre os dias 17 e 24 de novembro tornará a capital política do Brasil, no grande palco onde a sétima arte será a protagonista. Conservador e ao mesmo tempo moderno, o FBCB mantém a bandeira do ineditismo, atrelado às novas tecnologias.

Como palco da grande festa, alguns dos mais tradicionais monumentos e pontos de encontro de Brasília: o Teatro Nacional Claudio Santoro, o Hotel Nacional e o Cine Brasília.

A coroação para os cineastas já consagrados e uma vitrine para os novos talentos, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro mantêm-se grandioso. Neste ano, 366 produções foram inscritas, sendo 52 de Brasília, demonstrando a força do Cinema Nacional.

Um dos destaques desta edição do FBCB será o filme de abertura. Com direção de Fábio Barreto, "Lula, o filho do Brasil", baseado na história do presidente da república, será o precursor da mostra.

Inclusão Social

Desde 2007, o Festival de Cinema promove a acessibilidade permitindo que pessoas com necessidades especiais possam participar deste, que é um dos maiores Festivais do Cinema Brasileiro.

Audiodescrição para cegos

por Dolores Tomé, Diretora de Cultura Inclusiva

Seja para divertir, entreter, instruir, construir novas idéias ou ponto de vista. Seja para levantar questões atuais, provocar discussões, facilitar ou promover encontros, o cinema está aí, com seu poder e valor indiscutíveis, para quem quiser ver. E quem é cego? Estaria automaticamente excluído do encanto da sétima arte? A viagem proporcionada pelos filmes seria privilégio apenas de quem pode fixar os olhos na tela? Ninguém pode impedir uma pessoa cega de entrar no cinema. No máximo vão olhá-la torto, cochichar e rir. Certamente perguntarão com estranheza "O que essa pessoa cega está fazendo aqui"? Será que até na hora do lazer, os cegos dependerão da visão de uma pessoa? Arranjar companhia não é o problema. Difícil é encontrar alguém disposto a falar o filme inteiro, ao mesmo tempo em que tenta apreciá-lo. E é pensando nisso tudo que a Secretaria de Cultura do DF, por meio de sua Diretoria de Cultura Inclusiva criou o Projeto "Cinema Para Cegos", que desde 2007 vem concretizando um sonho, uma idéia que parecia utópica para muita gente. Estar numa sala de cinema, com um fone de ouvido, sem se isolar do restante do ambiente, e ainda ficar por dentro de todas as informações legendadas e visualmente relevantes do filme.

Como funciona a audiodescrição?

A audiodescrição funciona como um legenda oculta das cenas. Os cegos chegam ao cinema e colocam fones de ouvido. Juntamente com o filme, pessoas treinadas descrevem todos os detalhes daquela cena no momento em que não coincidam com a fala dos personagens.

Legendas para surdos

por Dolores Tomé, Diretora de Cultura Inclusiva

Os surdos são naturalmente isolados quando não sabemos nos comunicar pela linguagem de sinais. Imaginem então a cultura de assistir filmes nacionais que não se preocupam com essa camada da população. A legenda vem resgatar essa dívida que o cinema devia a eles.

Como funciona a legendagem?

A legenda não pode ser igual a que vemos nos filmes internacionais, em que somente lemos as frases. Ela deve ser produzida por pessoas especializadas para produção dos textos, pois elas têm que conhecer também a Linguagem de Sinais. EX: quando numa cena não tem diálogo e passa apenas paisagem com uma música de fundo, na tela é colocado o sinal da clave de sol, para eles entenderem o que está se passando.

Data: de 17 a 24 de novembro

Local: Cine Brasília

Ingressos: R$ 6 a inteira e R$ 3 a meia entrada.

Realização: Secretaria de Estado de Cultura do DF

Patrocínio: Petrobras

Co-Patrocínio: Terracap e Eletrobras

Apoio: Sabin, Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil, Banco de Brasília, Câmara Legislativa do Distrito Federal, Fundação Athos Bulcão, Quanta, Dolby Digital, Estúdios Mega, MdgaColor, Canal Brasil e Revista de Cinema.

Agente Cultural: Instituto Casa Brasil de Cultura.

Informações: www.festbrasilia.com.br

Telefones: Organização do Festival – 3325-7777

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo