Assistindo um filme com deficientes visuais

Nesta tarde tive a oportunidade de estar em uma sala cheia de estudantes e representantes da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás. A presidenta, Geralda Lacerda, minha amiga há anos, fez o convite, ressaltando a importância da experiência de audiodescrição. A experiência foi tão marcante que decidi contar para vocês.

O filme "O Signo da Cidade" trata de um aporte de histórias, dramas, decisões, diversidade e beleza. Com a audiodescrição, o filme brasileiro narra as imagens e proporciona acesso às pessoas cegas e deficientes visuais devido a legenda. Também é oferecido como uma oportunidade a quem enxerga de experimentar, como se fora cego, utilizando um tecido preto nos olhos.

Bom para todos e todas.

Dirigido por Carlos Alberto Riccelli e protagonizado por Bruna Lombardi, durante os 96 minutos, "O Signo da Cidade" atrai as emoções do nascimento de um bebê na rua ao espancamento de um travesti, com todas as marcas de crueldade. Passa por relações complexas e pessoas comuns das cidades, que pedem socorro a programas de rádio e pessoas desconhecidas. Muita solidão em meio a milhões de passantes.

Este filme faz parte da 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, percorrendo estados brasileiros. Anteriormente este filme foi apresentado com audiodescrição em Minas Gerais, veja como foi:

Fonte: Marina da Silveira

Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura


Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura