Sound Tube: Esse eu quero ver!

Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência será instalado na sede da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência; exposição inclui uma Sala Preparatória dos Sentidos, escura e com sensores sonoros e de odor. Também haverá uma novidade: o Sound Tube.

Desde 1981, o dia 03 de dezembro foi instituído, pela ONU, como o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. Décadas depois, a data será motivo de comemorações àqueles que se empenham e lutam para a inclusão da pessoa com deficiência na sociedade, luta essa que remonta aos tempos de D. Pedro II, criador das primeiras escolas dirigidas a pessoas com deficiência visual, baseadas em modelos franceses.

O Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência será inaugurado nesse dia 03 e reunirá em um só espaço fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens, às lutas e às várias iniciativas que viabilizaram conquistas e melhores oportunidades às pessoas com deficiências.

O Memorial da Inclusão visa também registrar e resgatar um dos períodos mais importantes da história sócio-cultural e política do movimento de luta das pessoas com deficiência, que ocorreu no início dos anos 80 e que culminou, no ano de 1981, com a criação do Ano Internacional da Pessoa com Deficiência (AIPD), pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Ação inédita do governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Memorial da Inclusão é o maior e o mais completo da América Latina. "A transformação da sociedade retrata a conquista dos direitos da pessoa humana com foco na pessoa com deficiência e seus familiares e refletindo-se nos profissionais da saúde, educação e cultura, enfim, em toda a sociedade. Esta exposição permitirá reconhecer às histórias das lutas e conquistas das pessoas com deficiência", afirma a secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella.

Com curadoria de Elza Ambrósio e Projeto Cenográfico, de Expografia e Iluminação a cargo dos cenógrafos Yara Candotti e Jefferson Duarte, o Memorial da Inclusão reúne o que há de mais moderno em materiais expográficos e tecnologias de escuta e leitura, além de acessibilidade física. A exposição é composta de 12 ambientes, alguns independentes e completos que abordam cada uma das quatro deficiências – auditiva, visual, intelectual e física. Outros ambientes mostram a unificação das lutas, conquistas e direitos adquiridos da pessoa com deficiência em geral.

"Os jovens com e sem deficiência acham que as rampas, as leis e a sinalização sempre existiram. Há 30 anos não se pensava em acessibilidade. E o que queremos mostrar é que, graças aos movimentos para a conquista dos direitos das pessoas com deficiência, assistimos a criação do Desenho Universal, implantado nesta exposição, para atender a todas as pessoas", explica a curadora.

Um dos destaques, a Sala Preparatória dos Sentidos, será um local escuro, com painéis de texturas diversas, alteração de temperatura e sensores sonoros e de odor. A ideia é a de que o visitante reflita sobre a importância dos sentidos como tato, visão e audição. Outra novidade viabilizada pelos cenógrafos foi a instalação de sound tube, para pessoas com deficiência visual que não leem em braile. Ao se colocar sob estes equipamentos, que fazem a audiodescrição dos painéis, a pessoa poderá ouvir toda a história contada na obra. Ainda sob o sound tube, há uma bancada com o texto em braile.

"Aproveitamos a estrutura original e circular do espaço e fizemos outra que propiciasse ao visitante ser o eixo da circunferência, esteja ele em qualquer ponto da exposição. Isso dá uma dimensão de integração e de democratização ao espaço, preservando a obra de Oscar Niemeyer", diz a cenógrafa Yara Candotti. Para facilitar a visualização, as impressões dos painéis foram feitas em superfície de alumínio, em alto relevo.

Ambientes da exposição

Além da Sala Preparatória dos Sentidos, a exposição ainda terá 11 ambientes compostos por painéis com logotipia recortada e aplicada em alto relevo. Todas as informações são apresentadas em letras legíveis para baixa visão, em alturas acessíveis ao visitante em cadeira de rodas e textos em braile. Neste espaço inicia-se também o piso tátil, presente em toda a exposição.

"Movimento Social" inclui fotografias de 60 pessoas engajadas no movimento de luta pelos direitos da pessoa com deficiência.

No ambiente "Direitos" o visitante conhecerá as conquistas legais nacionais. Destaque especial ao o ambiente "AIPD 1981", que traz fotografias, documentos internacionais, citações e reflexões originários de pessoas que participaram do movimento de criação do Ano Internacional da Pessoa com Deficiência, em 1981.

O ambiente "Do Asilamento à Autonomia" trata da questão da inclusão da pessoa com deficiência intelectual na sociedade.

O espaço "Sociedade e Suas Linguagens" aborda as mudanças na terminologia referente às pessoas com deficiência, desde os tempos antigos até a adotada nos dias de hoje, e chama a atenção para as barreiras atitudinais, que consistem no preconceito relacionado às pessoas com deficiência.

"Os Sentidos na Comunicação" é voltado para as deficiências sensoriais, cujas expressões serão ressaltadas em salas com colorações diferenciadas, para ideia de introspecção e silêncio.

"Esportes" conta com imagens que apresentam a história do esporte e suas diferentes modalidades, cujo conceito será o de ‘eliminar estigmas, derrubar preconceitos e quebrar recordes’. Monitores apresentam imagens referentes à prática esportiva.

A exposição conta ainda com ambientes compostos por paredes, cabine acrílica, isolamento acústico e aparelhagem de som; projetor para a transmissão de filmes e fotos de movimentos sociais ocorridos no passado, além de entrevistas biográficas de personalidades de destaque e de pessoas anônimas, homenageadas pela exposição.

SERVIÇO

Inauguração da Exposição: Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência

Local: Sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10 – Barra Funda – São Paulo – SP – próximo à estação do metrô e da CPTM.

Data: 3 de dezembro de 2009

Horário: 12h00

O lançamento será antecedido do "Seminário Memórias, Conquistas e o Futuro do Movimento Social das Pessoas com Deficiência no Brasil", que acontece no mesmo dia e local, das 8h00 às 18h00.

PARTICIPE!

Fonte: Secretaria de Estado da Pessoa com Deficiência

Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por


Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por