Cobertura especial das emissoras públicas de rádio e TV para a 1ª Confecom

Ao contrário das emissoras comerciais de rádio e televisão, que quanto menos tocarem no assunto melhor para elas, as redes públicas e estatais já estão mobilizadas para cobrir na íntegra toda a 1ª Conferência Nacional de Comunicação, a ser realizada em Brasília, a partir desta segunda-feira (14/12), até o dia 17 (quinta-feira)

A TV Brasil e a Agência Brasil (ambas da Empresa Brasil de Comunicação – EBC) também preparam uma cobertura completa do maior evento da comunicação social brasileira. Serão produzidas reportagens, que serão veiculadas no telejornal Repórter Brasil (da TV Brasil) durante os quatro dias em que vai acontecer o evento.

As emissoras de rádio da EBC, segundo informa o sítio oficial da 1ª Confecom, também irão cobrir a Conferência, veiculando entrevistas e debates entre 9h30 e 10h e das 16h às 16h30, direto do evento. As rádios da EBC também farão parte desse time de emissoras públicas e estatais na cobertura da Conferência de Comunicação.

A Rádio Agência Nacional irá disponibilizar um link para qualquer pessoa acessar entrevistas e reportagens do evento, e com download gratuito. O sítio da rádio é www.ebc.com/radioagencia.

A Associação de Rádios Públicas do Brasil (Arpub) também terá produção especialmente voltada para a Confecom. A transmissão da Arpub será de terça a quinta-feira, de 18h às 18h30.

Como concessões públicas que são, redes de rádio e TV comerciais também deveriam ter o compromisso público de dar a devida importância à 1ª Conferência Nacional de Comunicação. Mas infelizmente, não há qualquer possibilidade disso acontecer.

Para quem não cumpre os princípios constitucionais mais básicos, como valorizar conteúdos de caráter educativo, informativo, cultural e regional em suas programações, é exigir demais que elas prestem à população um serviço público como esse, embora devêssemos exigir, sociedade ou governo.

A página oficial da 1ª Confecom (www.confecom.com.br) também transmitirá ao vivo a Conferência. Inclusive, já foram publicados os cadernos com todas as propostas a serem debatidas nos 15 Grupos de Trabalho (veja e baixe em www.confecom.com.br/propostas). Vale lembrar que o tema da 1ª Confecom é Comunicação – Meios para Construção de Direito e de Cidadania na Era Digital. São três os eixos temáticos: Produção de Conteúdos, Meios de Distribuição e Cidadania: Direitos e Deveres.

A TV estatal NBR transmitirá ao vivo toda a Confecom, da abertura até a plenária, momento em que as propostas de políticas públicas são apresentadas. Segundo informa o sítio oficial da 1ª Confecom, a NBR vai liberar seu sinal a qualquer emissora interessada em reproduzi-lo.

A boa notícia é que o sinal da NBR alcança mais de mil emissoras em todo o Brasil, garantindo acesso de uma grande fatia da população ao debate. A estatal pode ainda ser captada por antenas parabólicas em qualquer ponto do país. E além da TV, outro meio a ser utilizado para reforçar a transmissão da Confecom é a internet, por meio do sítio oficial da Conferência (.

Fonte: Mídia Aberta

Mais sobre audiodescrição
A Constituição Brasileira de 1988, nos artigos referentes aos direitos das pessoas com deficiência, proíbe
Sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial,
A 21ª Semana da Pessoa com Deficiência do Estado do Rio Grande do Sul abordou


Mais sobre audiodescrição
A Constituição Brasileira de 1988, nos artigos referentes aos direitos das pessoas com deficiência, proíbe
Sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial,
A 21ª Semana da Pessoa com Deficiência do Estado do Rio Grande do Sul abordou