Conferência de comunicação dá voz ao portador de deficiências

Delegados votam na Confecon

De Brasília-DF, onde participa da I Conferência Nacional de Comunicação (Confecon), o presidente da Associação Municipal e Metropolitana das Pessoas com Deficiências (Ampdef), Cledson Cruz, enviou e-mail ao À Queima Roupa manifestando sua satisfação com o nível das discussões. Eleito delegado na etapa estadual, ele representa a sociedade civil e é nessa condição que defende propostas como a inserção de um número mínimo de pessoas com deficiências nos diferentes meios de comunicação, acompanhada da adequação de espaços e aprimoramento de tecnologias; a promoção da acessibilidade de pessoas surdas através de legenda oculta, tradução simultânea em libras (Língua Brasileira de Sinais); e audiodescrição para cegos, dentre outras medidas de inclusão social dos portadores de deficiências.

Para ele, a aprovação de propostas como essas por representantes dos governos (municipal, estadual e federal), trabalhadores, empresários e sociedade civil significa um avanço na direção da cidadania da pessoa com deficiência. "Foi dado o primeiro passo", entende Cledson.

Iniciada na segunda-feira (14), a Confecon termina amanhã. Ao todo, foram levadas ao evento 6.101 propostas aprovadas na etapa das conferências estaduais.

Saiba mais, no site oficial da www.confecom.com.br.

Fonte: À QUEIMA ROUPA – Jornalismo com segurança

Mais sobre audiodescrição
Sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial,
A 21ª Semana da Pessoa com Deficiência do Estado do Rio Grande do Sul abordou
O Intervozes foi à Argentina para entender o que mudou por lá com a lei


Mais sobre audiodescrição
Sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial,
A 21ª Semana da Pessoa com Deficiência do Estado do Rio Grande do Sul abordou
O Intervozes foi à Argentina para entender o que mudou por lá com a lei