Programadora Brasil disponibiliza filmes com audiodescrição e legendas

Mais um catálogo da Programadora Brasil de filmes em DVD: são 64 filmes. O catálogo chega aos 494 títulos que contemplam a diversidade da produção audiovisual brasileira. São clássicos e contemporâneos, curtas, médias e longa-metragens de todos os gêneros (animação, documentário, experimental e ficção) que representam o melhor da produção nacional das últimas dez décadas. Além de sucessos recentes de bilheteria, a Programadora Brasil também está lançando filmes raros – mas não menos importantes – que tiveram pouca circulação pelas salas de cinema e que nunca foram lançados em DVD ou VHS.

Há filmes para todos os gostos: comédias populares dos anos 30; chanchadas; clássicos do cinema novo dirigidos por Glauber Rocha e Joaquim Pedro de Andrade; documentários sobre temas recentes e urgentes da história brasileira, como a ditadura e a violência urbana; e, ainda, filmes sobre e para as crianças.

Mas não são só os futuros espectadores do cinema brasileiro que preocupam à Programadora Brasil. Por isso, ela inova e lança, agora, mais de 15 filmes com os recursos de audiodescrição e closed caption. Dessa forma, pessoas com deficiência visual e auditiva poderão frequentar salas de cinema e assistir filmes importantes da cinematografia brasileira.

Realizada pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, por meio da Cinemateca Brasileira e do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), a Programadora Brasil trabalha para promover o encontro do público com o cinema brasileiro. Uma ação para formar platéias e incentivar o pensamento crítico em torno da produção nacional, através do estímulo à formação e ao fortalecimento de uma rede não-comercial de exibição.

Os filmes podem ser adquiridos por pontos de cultura, escolas, universidades, ONGs, centros culturais, entre outros espaços de exibição audiovisual de circuitos não-comerciais a ela associados.

Acessibilidade

A Programadora Brasil entende que tornar o cinema brasileiro acessível a toda a população vai além da formação de público e da disponibilização de títulos. Democratizar o acesso ao cinema brasileiro passa pela adoção de recursos que garantam que todos possam acompanhar os filmes. Por isso, neste novo pacote, traz pela primeira vez programas acessíveis a pessoas com deficiência visual e auditiva. São dez programas que contam com recursos da audiodescrição (AD) e do closed caption (legenda oculta ou CC).

O closed caption é um recurso por meio de legendas que garante a pessoas com deficiências auditivas acompanhar exibições de filmes, programas de TV e espetáculos, principalmente nacionais, em que não costuma haver nenhum tipo de legenda. Já a audiodescrição é a narração das cenas exibidas, facilitando o acesso para pessoas com deficiências visuais. Pode ser feita por audiodescritores (ao vivo ou pré-gravada em estúdios) ou automática, também com o uso de softwares especializados.

Entre os filmes lançados com estes recursos estão: Os anos JK – Uma trajetória política, de Silvio Tendler; Eu me lembro, de Edgard Navarro; Iracema, uma transa amazônica, de Jorge Bodanzky e Orlando Senna; e Vida de menina, de Helena Solberg; O corintiano, de Milton Amaral, além de programas de curtas.

Fonte: Programadora Brasil

Mais sobre audiodescrição
A parceria firmada entre a área de Soluções em Acessibilidade da Fundação Dorina Nowil e
"O Tempo e o Vento" está disponível em DVD com audiodescrição do filme. Deficientes auditivos
Há duas possibilidades: um escuro preenchido de silêncios ou imagens. A escolha é feita por


Mais sobre audiodescrição
A parceria firmada entre a área de Soluções em Acessibilidade da Fundação Dorina Nowil e
"O Tempo e o Vento" está disponível em DVD com audiodescrição do filme. Deficientes auditivos
Há duas possibilidades: um escuro preenchido de silêncios ou imagens. A escolha é feita por