Audiodescrição na campus Party

Continuando com a sequência de posts sobre as ótimas palestras da Campus Party que estamos acompanhando através da cobertura ao vivo, vou falar um pouco sobre as considerações que o >Marcelo Zuffo fez ontem pela manhã. Ele e o professor Valdecir Becker falaram sobre Acessibilidade e Inovações na TV Digital.

Agora segue a transcrição da palestra de Marcelo Zuffo.

Previsões

A Copa de 2010 já vai ser filmada em 3D. E durante a Copa ele acha que veremos muitas TVs espalhadas por aí.

Falou também sobre o caso da Apple. Seus CPUs já não são isolados dos monitores. Isso aproxima um pouco mais a TV do computador, não?

TV Digital no Brasil

. Praticamente todas as casas brasileiras têm TV (dados do ano de 2003)

. De 2003 pra cá foi vendida uma média de 15 milhões de TVs por ano.

. Sistema brasileiro é composto por 7 normas muito técnicas.

. Em 2009 completamos 2 anos de vida da TV Digital. Como ela está hoje? Hoje nós estamos apenas na 1ª parte da TV Digital.

As emissoras não sabem se comunicar com essa nova mídia. Elas não se prepararam para essa nova invenção. A TV brasileira suporta a multidefinição. Desde a definição do celular (1-seg) até a alta definição. Mas a alta definição(do Blu-ray e da TV Digital) já é baixa hoje em dia (falarei disso mais na frente sobre ultra alta definição).

Projetos da USP

Receptor Digital: Na USP eles desenvolveram um receptor de TV Digital compatível com o SBTVD que está disponível lá na Campus Party com exemplos de aplicações de 1ª geração, mais simples. Vale a pena conferir.

Cluster : Ele fez uma demonstração de uma espécie de esquema de 4 projetores do Google Earth. Pretendem fazer projeção em 2000,4000 e 8000 linhas(ultra alta definição). Além de imagem em ultra alta definição, eles trabalham em imagem ultra panorâmica 3D. O campo visual horizontal do ser humano é muito mais ampliado do que o vertical então essa imagem ultra-panorâmica 3D deve ser bem atraente para aqueles fissurados em TV, né? Esse trabalho ultra-panorâmico está exposto no Museu Catavento com realidade aumentada.

Canais HD: Nos projetos que eles realizam na USP eles já conseguem transmitir dois canais em High-Definition em um canal concedido.

Acessibilidade

Desenvolvem o projeto de um receptor de TV Digital acessível. Podem amparar e auxiliar pessoas com necessidades especiais.

E para falar mais sobre o tema Acessibilidade chamaram Marco Pellegrini da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Que comentou sobre algumas funcionalidades para pessoas especiais na TV Digital.

Uma delas foi a audiodescrição em um canal auxiliar no caso da TV Digital descrevendo o cenário, as situações o usuário. E para os deficientes auditivos ele falou sobre um outro canal oferecendo a linguagem de sinais para que eles possam entender o que está sendo falado no programa. Foi comentada até a possibilidade de legendamento em braile e do computador ler a tela para o deficiente visual.

Como Marcos Pelegrini mesmo falou na palestra, a TV tem que ser acessível a todos assim como uma rampa que qualquer pessoa pode utilizar. Todos nós temos direito a acessar o conteúdo do computador ou da TV.

Bom, é isso. No próximo post vou falar sobre a palestra que discutiu o tema "O que muda na Comunicação Social com a TV Digital?" que aconteceu hoje (27/01) também na Campus Party. Fiquem à vontade para agregar com comentários ou sugestões em nossos comentários, ok?

Grande abraço,

Agente Digital AOC.

Fonte: Blog AOC – O Futuro é Digital, o futuro é AOC

Mais sobre audiodescrição
Uma portaria do Ministério das Comunicações estabelece condições e detalha como será feito o desligamento
Acabo de ligar para a SKY para reclamar da ausência do canal de áudio de
A democratização do acesso à cultura demanda esforços para acessibilidade do conteúdo televisivo. Por isso,


Mais sobre audiodescrição
Uma portaria do Ministério das Comunicações estabelece condições e detalha como será feito o desligamento
Acabo de ligar para a SKY para reclamar da ausência do canal de áudio de
A democratização do acesso à cultura demanda esforços para acessibilidade do conteúdo televisivo. Por isso,