INFORMAÇÃO É PODER: Como a Televisão Pode Servir de Empoderamento às Pessoas Cegas e com Baixa Visão

Esta que é uma queixa justa alhures, no Brasil, não é diferente. Todavia, aqui, deliberadamente se descumpre a lei que determina a oferta da áudio-descrição na programação televisiva.

Trazer, aqui, extrato deste artigo aos nossos leitores, mais do que informar sobre esta técnica de tradução visual, é colaborar para que o Ministério das Comunicações venha entender o equívoco e a ilegalidade que é negar às pessoas com deficiência visual o seu direito à comunicação, à informação e ao lazer, quando não se lhes garante o recebimento da áudio-descrição.

A informação inacessível é um dos principais obstáculos que as pessoas cegas ou com deficiência visual (amblíopes/ baixa visão) enfrentam, restringindo maciçamente as suas oportunidades de vida e qualidade de vida.

Aproximadamente dois milhões de pessoas no Reino Unido tem problemas de visão, dos quais quase 400 mil são registrados como cegos ou parcialmente cegos. Este número tende a aumentar com o envelhecimento da população, enfatizando a necessidade de incluir pessoas com problemas de visão no planejamento e prestação de serviços a nível nacional, regional e local.

Leia a íntegra deste artigo na Revista Brasileira de Tradução Visual

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial


Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial