A PFDC e a acessibilidade na televisão

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO

SAF Sul – Quadra 04 – Lote 03 – Bloco B – Sala 303 CEP: 70.050-900 – Brasília/DF

Telefones: 3031-6000 – 3031-6006/6112(Fax) e-mail:[email protected]

Ata do Grupo de Trabalho Inclusão de Pessoas com Deficiência

Reunião com Agência Nacional de Telecomunicações, Ministério das Comunicações e Coordenadoria Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência.

Pessoas com deficiência e a 1ª Conferência Nacional de Comunicação

Ednilson Sacramento, militante com deficiência visual, foi o representante da ONG Arcca (Acesso e Reintegração à Comunicação, Cultura e Arte) na 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), e também das pessoas com deficiência que, apesar de não terem marcado a Conferência de forma massiva, conseguiram chamar atenção para as suas reivindicações. Uma série de propostas sobre o tema foram aprovadas, como recursos para acesso à comunicação (audiodescrição, legendagem para surdos e intérprete de Libras) e adaptação de infocentros para receber essa população.

Ações passadas e projetos futuros da Prefeitura de São Paulo para a audiodescrição

Criada em 2005, a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED) foi a primeira a operar no país com a missão de propor e difundir políticas públicas direcionadas a promover a inclusão dessa parcela da população – estimada em 1,2 milhão de moradores só na capital paulista – em todos os setores da sociedade.

INTEGRAÇÃO SOCIAL: AUDIODESCRIÇÃO E CLOSED CAPTION

Na última quinzena de julho de 2008, 22 milhões de brasileiros com deficiência visual e auditiva (aproximadamente, 16.573.937 de cegos e 5.750.809 de surdos, segundo censo do IBGE-2000) tiveram muito a comemorar: sua integração e inclusão em um segmento, notoriamente, tido como puramente "comercial", a propaganda e marketing.

SEDH parabeniza iniciativa da Petrobras Cultural

Neste ano, o Programa Petrobras Cultural inclui em seu processo de seleção de projetos de difusão de longas-metragens cláusula que exige dos projetos inscritos a inserção de audiodescrição (em pelo menos uma cópia) e legendagem (no mínimo, em duas cópias). A iniciativa é inédita no Brasil. O objetivo é promover a inclusão de pessoas com deficiências visuais e auditivas. Essas ações deverão ser previamente certificadas por entidades/laboratórios qualificados para este tipo de serviço.