Curso de audiodescrição na USP em 2010

Sob a tutela da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado, o curso deve entrar na grade da Faculdade de Educação da USP.

No segundo semestre desse ano (2010) haverá um curso na USP de pós-graduação em audiodescrição, com duração de 1 ano e meio. Sob a tutela da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado, um grupo de estudiosos elabora o currículo para um curso de especialização latu-sensu que deve entrar na grade da Faculdade de Educação da USP (Universidade de São Paulo), que terá a Prof. Dra. Lívia Motta como uma das docentes.

"Qualquer um pode se tornar um audiodescritor, não há pré-requisitos", diz a professora. O único cuidado, ela reforça, é ter dedicação integral. "Quanto mais o audiodescritor estuda o espetáculo que vai narrar, melhor fica. Ele se acostuma a impostar a voz de forma linear, com leves alterações."

Fonte: Deficiente Alerta



Mais sobre audiodescrição