“Semanas de Dança” no CCSP terá 160 apresentações

Tem início nesta quarta-feira (28/04) o Semanas de Dança – Diálogos, tradicional programa do Centro Cultural São Paulo (CCSP). As salas Jardel Filho, Paulo Emílio Salles Gomes e o Espaço Cênico Ademar Guerra sediarão 25 espetáculos, uma instalação coreográfica e 160 apresentações, envolvendo aproximadamente 450 profissionais, entre produção e artistas, numa programação que totalizará 225 horas de propostas de dança em zona de troca (com literatura, artes plásticas, circo e teatro), além de outras formas de apropriação da dança e do espaço. A organização estima um público de 10 mil pessoas durante as oito semanas do evento.

O Semanas começa na véspera do Dia Mundial da Dança, data instituída em 1982 pelo Comitê Internacional de Dança (CID), órgão ligado à Unesco. A data foi escolhida em homenagem ao aniversário de nascimento do bailarino Jean-Georges Noverre (1727-1810), criador do balé moderno. A abertura para convidados ocorre hoje, às 19h, no Espaço Cênico Ademar Guerra. Na ocasião, haverá a apresentação do Tentativa de Salvar o Mundo, uma performance de Júlia Rocha em que 13 colaboradores utilizam o pão como matéria-prima para uma reflexão sobre o coletivo em torno do mesmo objetivo.

Iniciado nos anos 90, o Semanas é reconhecido pelos profissionais de dança como uma possibilidade de temporadas de seus trabalhos coreográficos, muitas vezes inéditos. Em 2010, o projeto articula temporadas das companhias com ações coletivas durante todo o programa. "Os espetáculos consecutivos estimulam a convergência de público e a aproximação entre propostas de experimentação, formação e difusão. O desafio para os grupos, para os artistas e para o CCSP foi criar espaços de encontro e de interesse artístico mútuo, capaz de estabelecer trocas e relacionamentos entre os artistas, o público e o Centro Cultural", explica Alexandra Itacarambi, curadora de dança do CCSP.

O projeto Semanas de Dança está dentro do eixo curatorial Dança Expandida, que propõe um modo de operar com ações inter-relacionadas, formatos diferenciados e propostas interdisciplinares. É parte integrante do Eixo Curatorial do Centro Cultural São Paulo para o biênio 2010/2011: Arte/Cidade/Cultura, que está sendo implantado de forma inédita neste ano.

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO

A programação do Semanas de Dança reúne profissionais premiados da área a novos nomes que despontam no cenário da dança nacional.

Confira alguns dos destaques da programação:

Dança para pessoas com deficiência visual

O Semanas apresentará também o primeiro espetáculo audionarrado de dança na história da programação do Centro Cultural São Paulo. Um grupo de 30 pessoas com deficiência visual participará de um espetáculo diferenciado, que usa audiodescrição e coloca o público em cima do palco, junto com os bailarinos, vivendo uma experiência sensorial diferente.

Dança e Ação Educativa

Com coreografia de Miriam Druwe, o espetáculo infanto-juvenil "Vila Tarsila", da Cia. Druw, celebra a obra de Tarsila do Amaral e inaugura nova forma de trabalho no CCSP, integrando a curadoria de dança, os acervos da instituição e a divisão de ação educativa. Além do espetáculo, dois workshops serão ministrados para arte-educadores.

Novidade

O pouco conhecido grupo PIP, de Curitiba, apresenta a coreografia "We Cage", partindo de estudos de John Cage (compositor) e Mercê Cunningham (coreógrafo). O grupo trabalha principalmente aproximando a dança da performance art e da tecnologia.

Dança e Tecnologia

O projeto "Mov ola" de Alex Soares trabalha com criações coreográficas multimídia. O espetáculo "Paralaxe de Paranóias" explora conceitos e questões psicológicas inerentes à sociedade atual, através do encontro entre arte e tecnologia. Alex é o criador de "WiiPrevisto", espetáculo de 2009 que utilizava os controles do videogame Wii.

Intedisciplinar

Com direção de Renata Melo e interpretação de Ziza Brisola e elenco, o espetáculo "Animal na Sala" trabalha as linguagens de teatro, circo e dança, de forma interligada. Instiga o público a questionar o relacionamento do homem com seu próprio habitat, utilizando a cronologia da espécie humana como matéria-prima.

Nelson Rodrigues e Le Parkour

Dirigido por Cristiane Paoli Quito e com pensamento corporal de Tica Lemos, o premiado espetáculo "O Beijo" parte da obra de Nelson Rodrigues para criar uma releitura subjetiva, delineada pela dança de improvisação. O espetáculo incorpora ainda movimentos do Le Parkour, modalidade esportiva francesa.

Luz, sombra e sentidos

O diretor teatral Fábio Mazzoni apresenta seu novo trabalho com a bailarina Jacqueline Gimenes, compondo a cena esteticamente com neblina e feixes de luz que a própria intérprete movimenta durante todo o espetáculo. Ora escondendo, ora revelando pedaços do espaço de encenação. Trata-se de uma obra extremamente sensorial.

SERVIÇO

Semanas de Dança – Diálogos

Projeto de temporadas de dança articuladas com ações de diálogo

28 de abril a 20 de junho – Salas e espaços do CCSP

Entrada Franca. Ingressos disponíveis na bilheteria a partir das 18h.

Abertura para convidados: 28 de abril – 19h

Espaço Cênico Ademar Guerra – Centro Cultural São Paulo

Rua Vergueiro, 1.000 – Paraíso – São Paulo.

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Mais sobre audiodescrição
O Coletivo Lugar Comum e a Cia. Etc. se encontraram no Instituto de Cegos Antônio
Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado
acaba de sair a mais nova edição do programa ACESSIBILIDADE JÁ, programa produzido por Lenon


Mais sobre audiodescrição
O Coletivo Lugar Comum e a Cia. Etc. se encontraram no Instituto de Cegos Antônio
Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado
acaba de sair a mais nova edição do programa ACESSIBILIDADE JÁ, programa produzido por Lenon