Biblioteca Monteiro Lobato: apresentação do filme Happy Feet emocionou a criançada, e a audiodescritora

O Espaço Braille Professora Alice Ribeiro, instalado na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato em Guarulhos, programou uma série de atividades especiais na semana de comemoração dos seus 10 anos.

Entrada da biblioteca mostrando inscrição na parede- Braille na linha do tempo: 10 anos do Espaço Braille Alice Ribeiro

Na última terça-feira (18), foi inaugurada a exposição "Braille na linha do tempo", que conta a história do projeto por meio de fotos, brinquedos lúdicos, instrumentos de escrita, folhetos e livros em Braille.

Dia 19, Rosângela Barqueiro, psicóloga representante da Laramara – Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual, falou sobre o tema "Cinema com Audiodescrição". Durante a palestra, explicou o que é audiodescrição, sua importância para a inclusão social e cultural de pessoas com deficiência visual e como são feitos os roteiros de audiodescrição para o cinema. O público, de olhos vendados, pôde participar de um exercício, experimentando por alguns minutos a sensação de uma pessoa cega ao ouvir um vídeo audiodescrito.

Rosângela afirmou que uma das experiências mais gratificantes que teve, ocorreu após a exibição com audiodescrição do filme "Happy Feet" para crianças com deficiência visual, na qual redigiu o roteiro.

Para demonstrar como é a vida de um pingüim, tema do filme, fez uma pesquisa aprofundada sobre os hábitos alimentares e costumes do animal, e adquiriu iscas feitas de látex e silicone em formato de lulas, peixes e camarões, além de conseguir alguns pingüins de brinquedo emprestados para que as crianças pudessem interagir e ao mesmo tempo, aprender.

"O maior presente para mim foi ver entre as crianças que saíam do auditório, dois amigos que conversavam sobre o filme, um deles com múltipla deficiência, além da visual. E este menino saiu cantarolando a música do filme, junto com o outro, andando como se fosse um pingüim. Nós não tínhamos ensinado a eles como é o andar de um pingüim. Nós descrevemos, então quando eu vi aquilo, eu pensei puxa, eu consegui fazer com que ele entendesse como é o bichinho! Isso é uma satisfação muito grande para a gente", disse emocionada.

Material tatil para ensino de Braille disposto numa tenda colorida presa na parede. Mesa com recursos para ensino de pessoas com deficiência visual

Na quinta-feira (20), foi a vez da solenidade oficial em comemoração aos 10 anos do Espaço, com a presença de diversas autoridades locais, entre elas, o presidente da Academia Guarulhense de Letras, Castelo Hanssen, jornalista, escritor, que tem deficiência visual e do também escritor Ibrahim Khouri, que fez o lançamento de seu livro "Eu só, você só" em Braille.

O evento contou ainda com a participação da pianista e cantora Tatiane di Paula, que abrilhantou a comemoração com a execução de diversas músicas da MPB, e com a presença dos ledores voluntários. A pianista, que é cega, também fez o lançamento de seu primeiro CD "Desejos" durante o sarau musical e literário.

A semana de comemorações foi finalizada na sexta, com uma oficina de percussão feita com materiais recicláveis, ministrada pelo professor Fabio Bonvenuto, do Conservatório Municipal e seu Grupo de Percussão Ketubá.

O Espaço Braille foi criado em homenagem a professora Alice Ribeiro, que ficou cega aos 16 anos devido a glaucoma. Ela fez história no Município, onde lecionou na Escola Estadual Frederico de Barros Brotero, sendo pioneira na implantação de salas de aula com recursos para deficientes visuais.

Atualmente o Espaço possui um acervo de aproximadamente 500 livros em Braille e 200 audiolivros. Em 2005, após ser contemplado com o prêmio Petrobrás Cultural, passou por uma ampliação e modernização de suas instalações, e ganhou uma cabine de som para a gravação de textos e livros de necessidade imediata para o uso de pessoas com deficiência visual, feita por ledores voluntários, além de novas máquinas de escrita e impressora Braille, navegação na Internet por meio de sintetizador de voz, lupa eletrônica que anexada a uma televisão amplia até 16 vezes, e confecção de livros em Braille por copistas voluntários, formados no local.

Para mais informações: Espaço Braille Professora Alice Ribeiro
Biblioteca Municipal Monteiro Lobato
Rua João Gonçalves, 439, Centro, Guarulhos -São Paulo
Tel: (11) 2087.6907 com Juana ou Lucicláudia

A Exposição "Braille na linha do tempo" está em exibição até o dia 31/05/2010 das 9h30 às 17hrs. Entrada gratuita.

Fonte: Inclusive

Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na


Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na