II Concurso de Moda Inclusiva

Segunda edição do Concurso Moda Inclusiva acontece nesta segunda, dia 7. Jovens estilistas apresentam os melhores projetos de moda para pessoas com deficiência em desfile no Museu da Língua Portuguesa.

Em meio às semanas de moda do Rio de Janeiro e São Paulo, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência realiza, pelo segundo ano consecutivo, o Concurso de Moda Inclusiva para pessoas com deficiência.

No próximo dia 7 de junho, no Museu da Língua Portuguesa, às 19h00, será realizado um desfile com os melhores looks, criados por jovens estilistas. Ao final do desfile, os três melhores trabalhos serão premiados.

Na passarela, modelos com deficiência irão desfilar roupas e looks que unem estilo, praticidade e conforto. "Nestes dias, em que a cidade estará respirando moda, é muito oportuno fazermos um evento desta proporção tendo as pessoas com deficiência como protagonistas. O concurso é uma forma de contribuir para uma sociedade mais justa e inclusiva", afirma a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella.

A segunda edição do Concurso Moda Inclusiva recebeu croquis de jovens estilistas de cursos técnicos e universitários de todo o Estado. Foram selecionados 20 trabalhos inscritos e receberam apoio para a confecção das roupas. Os três melhores e mais funcionais looks receberão prêmios da Vicunha Têxtil, e para o primeiro colocado será dado um estágio remunerado na empresa.

O projeto também é apoiado pelo Pense Moda, Rede Globo, Museu da Língua Portuguesa, Vax Barcelona e Rede de Reabilitação Lucy Montoro.

O Brasil tem, hoje, cerca de 29 milhões de pessoas com deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa 5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Há um mercado potencial enorme de produtos e serviços que possam atender as demandas específicas desse segmento.

Serviço:

Data: 7 de junho, às 19 horas.

Local: Museu da Língua Portuguesa

Endereço: Praça da Luz, s/n, São Paulo (SP)

Fonte: Secretaria de Estado da Pessoa com Deficiência

Mais sobre audiodescrição
Nem parecia que era domingo. O dia 25 de maio começou cedo na Escola Pró-Arte
Quando tinha 18 anos Ersea Maria Alves fez um curso de manequim, mas nunca imaginou
Nesta terça, 20 de setembro, às 19h, aconteceu o desfile de premiação da terceira edição


Mais sobre audiodescrição
Nem parecia que era domingo. O dia 25 de maio começou cedo na Escola Pró-Arte
Quando tinha 18 anos Ersea Maria Alves fez um curso de manequim, mas nunca imaginou
Nesta terça, 20 de setembro, às 19h, aconteceu o desfile de premiação da terceira edição