Jornal do Brasil – Televisão tem um ano para adotar audiodescrição

BRASÍLIA – Começou o prazo de 12 meses para que as emissoras de televisão, analógica e digital, incluam em suas transmissões pelo menos duas horas semanais de programação com audiodescrição.

O consultor jurídico do Ministério das Comunicações, Édio Azevedo, explica que a audiodescrição é um recurso que permite que as pessoas com deficiência visual possam assistir e entender melhor os programas da televisão.

"Nosso objetivo é incentivar a produção audiovisual que favoreça a inclusão social dessas pessoas, fortalecendo o direito universal à comunicação e à informação", ressalta.

Segundo Azevedo, a expectativa é que, em julho de 2011, as principais emissoras possam contar com uma quantidade maior de horas do que as duas definidas na legislação. "Nós estabelecemos um mínimo, mas a perspectiva é que as próprias emissoras desenvolvam uma cultura de produzir conteúdos acessíveis, à medida que as tecnologias estejam disponíveis".

A meta do governo é que, em dez anos, todas as emissoras geradoras e retransmissoras de radiodifusão em sinal digital do Brasil exibam, no mínimo, 20 horas semanais de programas audiodescritos – quase o dobro do que determina a legislação da Inglaterra, país referência em diversos aspectos de acessibilidade.

Fonte: JB Online

Mais sobre audiodescrição
Desde 1º de julho de 2015, as emissoras de TV têm a obrigação de cumprir,
O Conselho Consultivo da Anatel realizará uma reunião extraordinária no dia 24 de outubro para
Segundo a Enciclopédia de Filosofia de Christoph Lumer, a justiça é um conceito abstrato que


Mais sobre audiodescrição
Desde 1º de julho de 2015, as emissoras de TV têm a obrigação de cumprir,
O Conselho Consultivo da Anatel realizará uma reunião extraordinária no dia 24 de outubro para
Segundo a Enciclopédia de Filosofia de Christoph Lumer, a justiça é um conceito abstrato que