PROCOM Alagoas cobra a acessibilidade para pessoas com deficiência

Retratar a realidade das pessoas que têm dificuldade de locomoção ou deficiência física foi o objetivo do evento, que ocorreu dia 21 de junho, na Faculdade Fits, em Cruz das Almas

Governo de Alagoas

O evento retratou os anseios desta classe que aos poucos está recebendo notoriedade pelas conquistas na sociedade. "Cada vez mais o deficiente físico atua no mercado de trabalho e mostra a sua importância para o desenvolvimento econômico do país. É um consumidor atuante e capaz. Por isso merece respeito", explicou o superintendente do Procon/AL.

Na ocasião, a secretária da Secretaria do Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, Marluce Caldas, aproveitou para se apresentar ao público e prestar solidariedade por esta causa tão nobre. "Hoje é o meu primeiro dia como secretária e me sinto lisonjeada em poder contribuir para a melhoria desta população. Por isso nossa secretária está disponível para apoiar causas como esta", ressaltou Caldas.

O seminário contou com grandes profissionais da área e recursos para portadores de deficiência auditiva e visual.

O grande diferencial foi o equipamento de audiodescrição explicado pelo professor da Universidade Federal de Pernambuco, Francisco Lima. Através dele os deficientes visuais tiveram a oportunidade de desfrutar cada detalhe em tempo real dos acontecimentos. "Com o fone de ouvido estas pessoas tiveram a possibilidade de sentir por meio das palavras as emoções como a aparência física, dimensão, cores, gestos e decoração do ambiente. Tornando-se uma importante ferramenta para o deficiente visual ser inserido no mercado de trabalho", ressaltou Lima.

Para a jornalista e deficiente visual, Fabrícia Omena, é muito bom saber da existência dos avanços tecnológicos. "Eles nos ajudam a nos inserir na sociedade, além de nos proporcionar uma melhor qualidade de vida. Nos dando condições de trabalho. Mas ainda é necessário que os empresários sejam mais parceiros nestes avanços e entender que o portador de mobilidade reduzida ou deficiência precisa de oportunidades e que são capazes para desenvolver suas atividades sem serem tachados de coitadinhos", argumentou a jornalista.

Durante o seminário, os portadores de deficiência auditiva acompanharam as palestras através dos tradutores de libras. A ex- presidenta da Adefal e vereadora por Maceió, Rosinha da Adefal, foi bem enfática ao falar sobre a "Acessibilidade é investimento e não caridade". Ela relatou a importância do portador de deficiência no contexto econômico e a necessidade dos empresários se adequarem a esta realidade. "Não podemos mais aceitar as condições constrangedoras que as lojas nos proporcionam. Não temos um caixa exclusivo e nem provadores compatíveis com a nossa situação. Somos consumidores potenciais e devemos exigir os nossos direitos", ressaltou a vereadora.

O coordenador de desenvolvimento de programa dos direitos das pessoas com deficiência do Estado de São Paulo, Naziberto Lopes, falou sobre a "Acessibilidade e os direitos dos consumidores com deficiência". Foram abordados os instrumentos de comunicação tais como computadores com teclas com som, elevadores com sensor de som nos andares e equipamentos de audiodescrição que auxiliam no dia-a-dia do portador de deficiência visual e auditiva. Na ocasião ele mostrou alguns exemplos que foram aprovados pela platéia.

EXPOSIÇÃO

Na área externa do auditório foi montado um stand com recursos de acessibilidade. Os participantes tiveram a oportunidade de sentir sensações, além de estimular a imaginação e a criatividade de cidadãos que são tão excluídos por causa de uma limitação física.

I CONCURSO PROCON CULTURAL

Também na área externa ocorreu a exposição das fotografias participantes do I Concurso Procon Cultural. Os temas do concurso foram: consumo consciente – ato de cidadania ou consumo e violência.

Assessoria de Comunicação: 3315-7237
Patrícia Melro: 8833-4065
Marcelo Sampaio: 9308-6484
Leandro Azevedo: 8887-3212
Flávia Agra: 8808-1048

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos
Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Alagoas
Rua Cincinato Pinto, 503 – Centro – CEP:57.000-000 – Maceió/AL
Telefone/Fax: (82) 3315.3796 / 3315.1796 / 151(Ligação Gratuita)

Mais informações sobre o evento:

.

Fonte: PROCOM Alagoas

Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na


Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na