É permitido adaptar prédio tombado

Como o museu está instalado em um imóvel considerado patrimônio material do País, as adaptações estruturais esbarram em questões burocráticas. Mas, segundo Viviane Sarraf, é possível, sim, modificar o espaço tombado quando o objetivo é torná-lo acessível.

No caso do Museu de Imigração, a implantação de um elevador seria a maneira mais prática para o acesso das pessoas ao primeiro e segundo pisos do casarão. “Uma alternativa é usar vidros para não tentar igualar a parte nova com a antiga”, sugere a consultora. Nos degraus pequenos, Viviane aconselha que sejam adaptadas rampas móveis.

Em relação ao acervo, praticamente todo protegido por vitrines de vidro, Viviane sugere que sejam separadas peças para que possam ser tocadas, principalmente as que são mais resistentes e que possuem mais de um exemplar. Assim, não só as pessoas cegas podem apreciar as antiguidades, como pode-se despertar outros sentidos também nos que veem. Outra dica dada para o Museu de Imigração e Colonização é explorar os sons. Segundo Viviane, podem ser usados depoimentos de parentes de imigrantes como uma alternativa de audioguia e também audiodescrição.

Na sala dos instrumentos, também poderiam ser incorporados os sons e o detalhamento sobre o seu funcionamento, assim como o barulho das máquinas de escrever.

Na parte externa do museu, a consultora acredita que uma rampa ligando a casa em enxaimel e os galpões facilitaria o trânsito para cadeirantes.

Fonte: CLICRBS

Mais sobre audiodescrição
O dicionário Michaelis põe uma pá de cal na polêmica sobre a grafia de audiodescrição
Poesia com deficiência, de SÉRGIO CUMINO, pessoa com deficiência Com sorriso contemplativo O horizonte banha
O Futuro que Queremos: Trabalho Decente e Inclusão de Pessoas com Deficiência é uma série


Mais sobre audiodescrição
O dicionário Michaelis põe uma pá de cal na polêmica sobre a grafia de audiodescrição
Poesia com deficiência, de SÉRGIO CUMINO, pessoa com deficiência Com sorriso contemplativo O horizonte banha
O Futuro que Queremos: Trabalho Decente e Inclusão de Pessoas com Deficiência é uma série