Mara Gabrilli fala sobre acessibilidade na televisão

Na tarde desta quinta-feira (9/9), Mara Gabrilli participou de um bate-papo com, aproximadamente, 60 pessoas na FNAC do Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A comunidade surda marcou presença no evento. Durante a palestra, Mara destacou a inclusão dos surdos e das pessoas com deficiência auditiva na sociedade.

Mara durante bate-papo no Ribeirão Shopping

Descrição da foto: Mara de costas, com destaque para a platéia

"A televisão deve ter a opção de audiodescrição e legendas para incluir cegos, deficientes visuais, surdos e deficientes auditivos. Onde está o direito universal à comunicação e à informação?", disse Mara.

Agora é lei. Segundo o Ministério das Comunicações, televisão tem um ano para adotar audiodescrição. Começou no dia 1º de julho deste ano, o prazo de 12 meses para que as emissoras de televisão digital incluam em suas transmissões pelo menos duas horas semanais de programação com audiodescrição. A determinação é da portaria 188 do Ministério das Comunicações. O não cumprimento poderá acarretar para a emissora desde uma advertência, inclusive, na perda da concessão.

Mara fala para aproximadamente 60 pessoas

Descrição da foto: Mara de frente em primeiro plano

O recurso da audiodescrição estará disponível em um canal de áudio exclusivo, geralmente acionado pela tecla SAP (Programa Secundário de Áudio). As informações visuais serão inseridas entre os intervalos do áudio, com o cuidado de não sobrepor diálogos ou ruídos importantes para a compreensão da narrativa.

Saiba mais sobre Mara Gabrilli:

Fonte: Mara Gabrilli

Mais sobre audiodescrição
Pelas redes sociais, cegos e surdos reclamam contra decisão da Ancine. As pessoas cegas ou
Jamais esquecerei opresente que ganhei do Papai Noel em 2016. Era 25 de dezembro, à
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou


Mais sobre audiodescrição
Pelas redes sociais, cegos e surdos reclamam contra decisão da Ancine. As pessoas cegas ou
Jamais esquecerei opresente que ganhei do Papai Noel em 2016. Era 25 de dezembro, à
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou