A Revolta dos Brinquedos será apresentada com acessibilidade

A REVOLTA DOS BRINQUEDOS PROLONGA A TEMPORADA COM ESPETÁCULO INCLUSIVO. O grupo vai utilizar a língua brasileira de sinais (LIBRAS) e a audiodescrição para facilitar a compreensão dos espectadores surdos , cegos e com baixa visão.

A história dos brinquedos que se revoltam contra a própria dona e resolvem promover um grande julgamento para decidir como puni-la , agora poderá ser conhecida por pessoas com deficiência visual e auditiva.

Nos dias 9, 10, 16 e 17 de outubro, o grupo de sete atores vai contar com a ajuda de um intérprete de LIBRAS ( Língua Brasileira de Sinais ) , que fará a tradução simultânea de todo o espetáculo para o público surdo. Já os cegos e pessoas com baixa visão, poderão acompanhar o espetáculo através do recurso da audiodescrição.

A audiodescrição é uma técnica de tradução visual que transforma em palavras tudo o que é visto . Por meio de fones de ouvido sem fio, os usuários deste serviço vão receber informações entre as falas dos atores, ou seja , nos momentos em que não há diálogo. Mas o trabalho do profissional de audiodescrição não se restringe apenas ao espetáculo em si. Cerca de 30 minutos antes, o espectador cego recebe informações sobre o Teatro, o palco, o cenário, detalhes sobre os personagens e o figurino. Para isso, a companhia tem o apoio do grupo " Imagens que falam" da UFPE. A equipe atua no campo da pesquisa e da prática da audiodescrição , além de formar profissionais para o mercado.

Segundo o audiodescritor Ernani Ribeiro, trata-se de um processo delicado que exige atenção e cuidado do profissional . " O tradutor não pode, em momento algum, se chocar com as falas dos atores e deve ser o mais preciso possível na descrição para que o espectador possa compreender a excelência do espetáculo", afirma.

A idéia, segundo o diretor José Francisco Filho , é permitir que todas as pessoas, sem exceção, possam ter acesso ao Teatro. " O objetivo da companhia não é atender apenas os cegos e os surdos, e sim, usar a acessibilidade comunicacional para que todos possam apreciar a peça.

“Infelizmente o Estado ainda é carente de espaços acessíveis a um público com deficiência”. Há 38 anos na direção da Revolta, José Francisco adianta que a iniciativa serve também como laboratório para iniciativas futuras do grupo , entre elas, O Pirata Tubarão de Rubem Rocha Filho, com estréia prevista para 2011.

A revolta dos brinquedos comemora em 2010 40 anos de montagens em Pernambuco e faz homenagem a Rubens Teixeira, primeiro diretor do espetáculo em Pernambuco.

Serviço:

A revolta dos brinquedos:

Elenco : Alysson Castro , Diogo Barbosa, Ismael Holanda, Michele Santana, Ricardo Vendramini, Regina Carmem e Roberta Marcina.

Direção : José Francisco Filho

Administração e sonoplastia : Sérgio Veloso

Intérprete de Libras : José Carlos Santos Veloso

Audiodescrição : Grupo Imagens que falam UFPE

Realização : Circus produções.

Local : Teatro Apolo – Rua do Apolo, 121 – Bairro do Recife

Horário : Sábados e Domingos, de 11 de setembro a 17 de outubro – 16h30.

Fonte: Circus Nas Artes

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma