Audiodescrição no Festival Porto e Poesia

CCCEV abre as portas para seis dias de disseminação da poesia De 11 a 17 de outubro, espaço no centro da capital gaúcha irá reunir 85 apresentações em mais de 80 horas de atividades culturais De 11 a 17 de outubro, o Centro Cultural Erico Verissimo (CCCEV) sediará a quarta edição do Porto Poesia, um festival onde os poetas da cidade de todos os gêneros e formação poderão mostrar a produção em palestras, workshops, exposições, apresentações livres e venda de livros. O espaço ocupará seis salas expositivas do CCCEV, localizado na rua dos Andradas, 1223, centro da capital gaúcha, e foi criado para difundir o gênero na cidade. As novidades nesta edição ficam por conta do debate on line com poetas de vários locais do país e do exterior, programação voltada para pessoas com deficiência como o Teatro com Audiodescrição, de Letícia Schwartz, e a apresentação de um robô, em forma de barata, desenvolvido pela Vex Robotics Design System (empresa parceira da NASA), para os poetas Celso Sant’Anna e Marco Celso Huffell Viola. O protótipo intitulado “A Poesia é um Barato” ficará localizado no 2° andar, recitando poesias aos visitantes. No 3° andar do prédio, haverá a exposição “Livros & Não-Livros”, que irá convergir poesia e artes visuais. As atividades iniciam diariamente às 16 horas, com programação voltada para as crianças, através das leituras e apresentações de Carlos Urbim, Marô Barbieri, Mario Pirata, Renatto de Mattos Motta e Roselani Funari. À noite, a partir das 19 horas, também haverá programação aberta no Café Monjolo, onde os poetas interessados poderão se inscrever para fazer intervenções. Como nas edições anteriores, todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. O núcleo organizador é formado por Deborah Alves Pagado, Eduardo Degrazia, Marco Celso Viola, Mario Pirata, Ronald Augusto , Ronaldo Machado e Carlos Silva.  Entre os eventos realizados está a homenagem a três poetas gaúchos: Paulo Hecker Filho, poeta, dramaturgo, ensaísta; Raul Bopp, um dos primeiros poetas gaúchos modernistas, e Oliveira Silveira, poeta, professor, pensador que transformou a data nacional histórica do 13 de maio para 20 de novembro – Dia da Consciência Negra. De acordo com Marco Celso Huffell Viola, organizador, “a programação é resultado do conjunto de sugestões de um comitê gestor do Porto Poesia e representa todas as tendências da poesia, hoje, no país”. Programação A quarta edição do festival Porto Poesia terá programação intensa, que contempla 14 palestras, 22 sessões de leituras de poesia, sete intervenções com poesias para crianças, performances, debates on line, espetáculos, oficinas e sessões de autógrafos, apresentações livres, sessões de cinema e a exposição de arte com a segunda mostra Livros e Não-Livros a Poética de um Objeto, que reúne trabalhos de artistas plásticos. Serão mais 10 horas diárias de atrações em diferentes espaços, totalizando 85 apresentações em mais de 80 horas de atividades culturais. Aproximadamente 100 profissionais da área da cultura têm a presença confirmada, entre eles: Affonso Romano de Sant’Anna, Alcy Cheuiche, Álvaro Santi, Antonio Hohlfeldt, Carlos Urbim, Cristina Macedo, Dilan Camargo, Donaldo Schüller, Eduardo San Martin, Gilberto Wallace, Jorge Fróes, José Eduardo Degrazia, Luiz Coronel, Marcelo Spalding, Nicolas Beher, Raul Elwanger, Paulo Custódio, Sérgio Napp, Sérgio Borja, e os grupos Quixote, Marias Camélias e Amélias, DiVersos, Nos Lemos, entre outros. Serviço O que: Porto Poesia 4 Quando: de 11 a 17 de outubro de 2010
Onde: Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (localizado à Rua dos Andradas 1223 – Centro Histórico – Porto Alegre)
Quanto: Entrada Franca
Apoio: Secretaria de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul e Secretaria da Cultura de Porto Alegre, Instituto Machado de Assis, Rede Pampa, Rede Bandeirantes, Vex Robotics, Centro Cultural CEEE Erico Verissimo e Ministério da Cultura. Fonte: Blog Oficial do Centro Cultural do Grupo CEEE

Mais sobre audiodescrição
Jamais esquecerei opresente que ganhei do Papai Noel em 2016. Era 25 de dezembro, à
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou
Aplicativo de audiodescrição e tradução simultânea para espetáculos ao vivo e um sistema que dá


Mais sobre audiodescrição
Jamais esquecerei opresente que ganhei do Papai Noel em 2016. Era 25 de dezembro, à
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou
Aplicativo de audiodescrição e tradução simultânea para espetáculos ao vivo e um sistema que dá