Casa de Cultura promove sessão de cinema para deficientes visuais

A AMUL (Associação da Mulher Unimed de Lins) e a Casa de Cultura e Cidadania promoveram, no dia 06 de Outubro, uma sessão de cinema especial para o público com deficiência visual.

O longa metragem “Chico Xavier”, cedido pela AMUL, foi exibido com audiodescrição – recurso que consiste na descrição sonora das imagens feitas nos espaços entre os diálogos e nas pausas entre as informações sonoras do filme. Ferramenta que permite a inclusão de pessoas com deficiência visual em cinema, teatro e programas de televisão.

Os 16 convidados relataram que foi o primeiro contato com um filme descritivo. Antônio Antenucci acompanhou a esposa deficiente visual, Marissol Ávila Bento, e aprovou o recurso. “Em casa descrevo as cenas das novelas. Mas, se ela estiver sozinha em uma das cenas ocorre um tiro, ela fica sem saber se acertou ou não”, brincou.

Maria José Silva se emocionou. “Entendi muito bem o filme e cheguei a chorar”, falou com lágrimas nos olhos.

Para Daniela da Silva Atanásio (pedagoga da AMUL), é preciso tornar possível a compreensão de um filme ou programa de TV, sem a necessidade de alguém ao lado para explicar. “Em 2011 teremos programas nas emissoras de televisão específicos com audiodescrição. Isto é lei e as emissoras estão se preparando”, explicou.

A sessão foi realizada na Casa de Cultura e Cidadania e a proposta é oferecer acesso à cultura e entretenimento para todos.

A Casa de Cultura e Cidadania é um projeto social patrocinado pela AES Tietê e Vale com apoio da Lei de Incentivo à Cultura e lei de Incentivo ao Esporte e realização da H.Melillo – Grupo de Articulação Social, e apoio da Prefeitura de Lins.

Audiodescrição

A audiodescrição, prevista na lei nº 10.098 e regulamentada pelo decreto 5.645 e portaria do Ministério das Comunicações nº 661/98, é um recurso que permite a descrição clara e objetiva de todas as informações que compreendemos visualmente e que não estão contidas nos diálogos, como, por exemplo, expressões faciais e corporais que comuniquem algo, informações sobre o ambiente, figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, além da leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela.

Fonte: UNIMED – cidade de Lins

Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem


Mais sobre audiodescrição
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem