Com recursos de acessibilidade, Paralela 2010 amplia acesso à arte a público com deficiência

Em cartaz no Liceu de Artes e Ofícios até 28 de novembro, a exposição – que tem a participação de 82 artistas – conta com educadores e monitores especialmente treinados para atender a todos os visitantes

Com o objetivo de ampliar o acesso à arte a pessoas com deficiência, a "Paralela 2010 // A Contemplação do Mundo", que tem a participação de 82 artistas e está em cartaz no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo até 28 de novembro, dispõe de diferentes recursos de acessibilidade, além de monitores treinados para receberem todos os tipos de público.
Coordenado pela especialista em inclusão Renata Andrade, o programa respeita o conceito de desenho universal e investe principalmente em acessibilidade atitudinal, que diz respeito às ações assertivas, embasadas por conhecimento técnico, na interação com as pessoas com deficiência para promover um atendimento correto e de qualidade. Educadores profissionais e alunos do Liceu que atuam como monitores na exposição passaram por treinamentos pontuais sobre cada deficiência. Fizeram workshops de orientação e mobilidade para guiar visitantes com deficiência visual, de acessibilidade comunicacional para atendimento ao público com deficiência intelectual e participaram de palestra sobre a Cultura Surda, sendo iniciados no aprendizado de libras (língua brasileira de sinais). Eles também tiveram uma oficina de audiodescrição com a Professora Lívia Motta, a partir da qual criaram pré-roteiros das obras, que agora estão sendo finalizados pela audiodescritora Jô Moraes e gravados pelos alunos, cujas vozes foram selecionadas por um grupo de cegos. Para acompanhar a audiodescrição das obras, as pessoas com deficiência visual terão à disposição um aparelho de MP3 ou o auxílio dos monitores devidamente preparados. A exposição também oferece várias oportunidades táteis. Sob orientação e o acompanhamento dos monitores, os visitantes podem tocar as obras ou suas réplicas. Piso tátil de alerta foi instalado nos principais pontos de obstáculo nos galpões do Liceu, que conta com um espaço reservado para as necessidades, alimentação e água de cães-guia. O texto do curador Paulo Reis sobre a mostra ganhará uma versão em áudio e vídeo com interpretação em libras dentro dos próximos dias. Para o público com deficiência física ou mobilidade reduzida, a Paralela 2010 é 99% acessível, ficando de fora apenas uma sala de vídeo. Agendamento e inscrições para atendimento pelo e-mail paralela2010@prata.art.br ou telefone (11) 3229-9389. Serviço: Paralela 2010 // A Contemplação do Mundo Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo – Rua Jorge Miranda, 676, Centro (próximo à estação Tiradentes do Metrô / estacionamento na Rua Cantareira, 1420 – R$ 7,00/ 3 horas) Período da mostra: 23 de setembro a 28 de novembro Horário: terça a sexta, das 12h às 18h/ sábado e domingo, das 10h às 18h Curadoria: Paulo Reis – Arquiteta: Ana Paula Pontes – Produção geral: Marcos Farinha – Produção executiva: Prata Produções Patrocínio: Vivo / Shopping Cidade Jardim / Aceco TI / CPFL Apoio cultural: Secretaria Municipal de Cultura – Lei Mendonça / Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo – ProAC Entrada gratuita – Acesso e atendimento às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida Informações: (11) 3229-9389 / www.paralela10.wordpress.com Assessoria de Imprensa: Sofia Carvalhosa, Viva Kauffmann e Renata Martins Tel.: (11) 3083-5024/ E-mail: sofiahc@uol.com.br

Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –


Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –