Programação completa da 5ª Mostra de Cinema de Direitos Humanos

Em 2010, a Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul completa cinco anos. Criada em 2006 para celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Mostra vem se firmando como um espaço de reflexão, inspiração e promoção do respeito à dignidade intrínseca da pessoa humana.
O Brasil tem buscado fortalecer a educação e a cultura em Direitos Humanos, visando à formação de uma nova mentalidade para o exercício da solidariedade, do respeito às diversidades e da tolerância. Como expressão artística, o cinema possui uma linguagem própria, capaz de tocar pessoas, despertar sentimentos, sensibilizar olhares e construir identidades comuns. Desta forma, a arte permite conhecer e interagir.
Inicialmente exibida em quatro cidades, a Mostra veio crescendo a cada ano. Esta quinta edição estará presente em 20 capitais brasileiras, percorrendo as cinco regiões do Brasil. No ano passado, registrou um público superior a 20 mil pessoas, em 16 cidades. A estimativa para este ano é que este número seja duplicado, pelo aumento no número de cidades participantes e pelo reconhecimento que o evento já conquistou.
A 5ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é uma realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com produção da Cinemateca Brasileira, patrocínio da Petrobras e apoio do SESC-SP, da TV Brasil e do Ministério das Relações Exteriores.
Com todas as sessões gratuitas, sempre em salas acessíveis para pessoas com deficiência, a Mostra é um convite ao olhar e à sensibilidade cinematográficos, que traduzem temas atuais de Direitos Humanos e despertam a reflexão e a construção de identidades na diversidade.
Prevista no eixo Educação e Cultura em Direitos Humanos do Programa Nacional de Direitos Humanos/PNDH-3, que foi apresentado pelo presidente Lula em 2009, a realização da Mostra possibilita que o cinema seja reconhecido como importante instrumento para o debate, a promoção e o respeito aos direitos fundamentais. Em sua quinta edição, a Mostra já pode ser vista como um marco consolidado no calendário anual dos Direitos Humanos em nosso País. Ela está destinada a prosseguir e se ampliar sempre mais nos próximos anos.
Participe você também desta edição comemorativa!
Relação dos Filmes
MOSTRA CONTEMPORÂNEOS
Programa 1
108, de Renate Costa (Paraguai/Espanha)
Ensaio de cinema, de Allan Ribeiro (Brasil)
Programa 2
América tem alma, de Carlos Azpurua (Bolívia/Venezuela)
Dois mundos, de Thereza Jessouroun (Brasil)
Programa 3
A Verdade Soterrada, de Miguel Vassy (Uruguai/Brasil)
Rosita não se desloca, de Alessandro Acito, Leonardo Valderrama (Colômbia/Itália)
Programa 4
Cinema de Guerrilha, de Evaldo Mocarzel (Brasil)
Aloha, de Paula Luana Maia, Nildo Ferreira (Brasil)
Avós, de Michael Wahrmann (Brasil)
Programa 5
Claudia, de Marcel Gonnet Wainmayer (Argentina)
A Casa dos Mortos, de Débora Diniz (Brasil)
Programa 6
Defensa 1464, de David Rubio (Equador/Argentina)
Bailão, de Marcelo Caetano (Brasil)
Carreto, de Marília Hughes, Claudio Marques (Brasil)
Programa 7
Halo, de Martín Klein (Uruguai)
Andrés não quer dormir a sesta, de Daniel Bustamante (Argentina)
Programa 8
Imagem Final, de Andrés Habegger (Argentina)
Eu não quero voltar sozinho, de Daniel Ribeiro (Brasil)
Programa 9
Juruna, o espírito da floresta, de Armando Lacerda (Brasil)
Mãos de Outubro, de Vitor Souza Lima (Brasil)
Programa 10
Leite e Ferro, de Claudia Priscilla (Brasil)
Carnaval dos deuses, de Tata Amaral (Brasil))
Meu Companheiro, de Juan Darío Almagro (Argentina)
Programa 11
Mundo Alas, de León Gieco, Fernando Molnar, Sebastián Schindel (Argentina)
Groelândia, de Rafael Figueiredo (Brasil)
Programa 12
O quarto de Leo, de Henrique Buchichio (Uruguai/Argentina)
Maribel, de Yerko Ravlik (Chile)
Programa 13
Paraiso, de Hector Galvez (Peru/ Alemanha/ Espanha)
Dias de Greve, de Adirley Queirós (Brasil)
Programa 14
Perdão, Mister Fiel, de Jorge Oliveira (Brasil)
Vidas Deslocadas, de João Marcelo Gomes (Brasil)
MOSTRA RETROSPECTIVA HISTÓRICA
Programa 15
A Batalha do Chile II – O Golpe de Estado, de Patricio Guzman(Chile/Cuba/Venezuela/França)
Programa 16
A História Oficial, de Luis Puenzo (Argentina)
Programa 17
Hércules 56, de Silvio Da-Rin (Brasil)
Programa 18
O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburguer (Brasil)
Programa 19
Pra Frente, Brasil, de Roberto Farias (Brasil)
Programa 20
Vlado, 30 Anos Depois, de João Batista de Andrade (Brasil)
MOSTRA HOMENAGEM RICARDO DARÍN
Programa 21
Abutres, de Pablo Trapero (Argentina/Chile/França/Coréia do Sul)
Programa 22
O Filho da Noiva, de Juan José Campanella (Argentina)
Programa 23
Kamchatka, de Marcelo Piñeyro (Argentina/Espanha/Itália)
Programa 24
XXY, de Lúcia Puenzo (Argentina/ França/Espanha)
Relação das Cidades:
Confira no site da Mostra as datas, horários, locais das sessões em sua cidade, e verifique a programação com recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência

  • Aracaju
  • Belém
  • Belo Horizonte
  • Brasília
  • Cuiabá
  • Curitiba
  • Fortaleza
  • Goiânia
  • João Pessoa
  • Maceió
  • Manaus
  • Natal
  • Porto Alegre
  • Recife
  • Rio Branco
  • Rio de Janeiro
  • Salvador
  • São Luis
  • São Paulo
  • Teresina

Fonte: Cine Direitos Humanos

Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura


Mais sobre audiodescrição
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em
Uma demanda da comunidade cega e das pessoas com deficiência visual consumidoras de televisão por
A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Ministério da Cultura