ANCESTRALIDADE NO UNIVERSO encerra temporada na próxima semana

ANCESTRALIDADE NO UNIVERSO encerra temporada na próxima semana em Niterói, celebrando o sucesso do evento no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, com sessão especial de audiodescrição. O DJ Flavio Guanabara comanda as pick ups na noite do dia 3 de dezembro, a partir das 19h

Ancestralidade no Universo: foto do DJ Flávio Guanabara

Descrição da foto: Foto vertical. Fundo branco. No centro da imagem, de pé, em plano americano (corte da cintura para cima), um homem branco sorri para a câmera. Ele é calvo, tem olhos castanhos escuros, nariz fino e lábios carnudos. Usa um pequeno cavanhaque. Traja um terno preto aberto, camisa social azul clara e gravata preta com listras diagonais na cor prata. Porta um fone de ouvido duplo pendurado ao pescoço e tem à frente uma mesa de sonorização, na cor preta. O fone direito está preso à lateral direita do pescoço, logo abaixo da orelha direita. Com a mão esquerda aproxima o fone esquerdo da orelha esquerda, enquanto a mão direita está sobre o teclado da mesa de som. Audiodescrição: Verônica Mattoso.

O DJ Flavio Guanabara comanda as pick ups na noite do dia 3 de dezembro na Galeria de Arte Universo, em Niterói. O evento marca o sucesso da exposição Ancestralidade no Universo: a Força da Origem. Crédito da Foto: Disponível em álbum do Picasa, no Google Imagens.

O projeto cultural Ancestralidade no Universo: a força da origem encerra, esta semana, a temporada de exposição na Galeria de Arte Universo, no Centro de Niterói (Rua Marechal Deodoro, 263). A visitação ocorre de 2ª a 6ª, das 9h às 22h, e aos sábados das 10h às 22h. A entrada é franca.

"A resposta do público à nossa iniciativa foi maravilhosa sob diversos aspectos", conta a curadora do projeto, a comunicóloga Verônica Mattoso. "Primeiro pela temática do evento, cujo objetivo é honrar todas as etnias que contribuiram para a constituição da sociedade moderna. Nesta exposição decidimos homenagear o negro, por meio de obras de arte e fotografias que remetessem à ancestralidade, o que por si só foi suficiente para despertar o interesse de muitos visitantes, culminando com a venda de diversas obras e outras já em negociação. O mais curioso, porém, foi observar o encantamento das pessoas que têm visão normal com a nossa iniciativa pioneira de realizar, em Niterói, por meio deste evento, a primeira exposição de artes com acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência visual. Utilizamos como recursos a audiodescrição, o sistema Braille e o sistema háptico para tornar a galeria e as obras acessíveis para quem não pode ver. Além de terem seus títulos identificados em Braille, todas as obras expostas (mais de 60) foram audiodescritas e dispusemos ao público diversas datas para visitas audioguiadas. As três expositoras (as artistas plásticas Antonia França e Teresa Moura; e a fotógrafa Monica Dantas) elaboraram obras táteis. Para favorecer a ambientação dos DVs ao local da exposição, criamos ainda um mapa tátil, elaborado a partir da planta baixa da galeria", explica a curadora.

Entretanto, apesar de todo o sucesso com o público visitante, um episódio despertou a atenção dos parceiros e patrocinadores envolvidos nesta mostra: "a temporada do evento deveria terminar na última quinta-feira, dia 25 de novembro, e, para nossa surpresa, até aquela data, não havíamos recebido a visita de nenhum portador de deficiência visual. Ficamos com a sensação de que todo o esforço empreendido visando à acessibilidade teria sido em vão".

"Em conversa com a Assessoria de Cultura da Universo, conseguimos prorrogar a temporada por mais esta semana, coincidindo o evento de encerramento com o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, oportunizando aos DVs comparecer e desfrutar dos recursos que exclusivamente para eles dispusemos", esclarece Verônica. "Assim, se você conhece algum DV, diga a ele que os parceiros do projeto Ancestralidade no Universo dedicam a próxima sexta-feira, dia 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a recebê-los na exposição. Faremos uma sessão de audiodescrição especial, entre 15h e 17h. Sejam todos muito bem-vindos!", convida a curadora.

Logo após a sessão de audiodescrição, ainda na sexta-feira, 3 de dezembro, os organizadores da mostra celebram o sucesso do evento, com a "Black Music Night Dance", noite com música negra para dançar. O DJ Flavio Guanabara comanda as pick ups na Galeria de Arte Universo, das 19h às 22h. A curadora do projeto reforça mais este convite: "Convidamos todos para dançar com a gente em torno da Árvore da Ancestralidade e celebrar o sucesso do nosso evento! Nesta noite, queremos plantar e colher imagens ancestrais que sejam significativas para nossas vidas! Portanto, traga a sua imagem! Ou várias! O importante é a sua presença para celebrar conosco este momento!".

O último dia para visitar o projeto Ancestralidade no Universo será o próximo sábado, dia 4 de dezembro, e os organizadores ainda destinam atenção especial aos deficientes visuais: estão previstas mais duas sessões de audiodescrição: a primeira das 10h às 12h e a segunda das 15h às 17h.

SERVIÇO: ANCESTRALIDADE NO UNIVERSO: A FORÇA DA ORIGEM

De 8 de novembro a 4 de dezembro de 2010
Galeria de Arte Universo (Rua Marechal Deodoro, 236 – Centro – Niterói)
Entrada Franca
Visitação: 2ª a 6ª, das 9h às 22h; sábados das 10h às 17h
Primeira exposição de artes com acessibilidade para deficientes visuais realizada em Niterói

Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por


Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por