Cacau Brasil participa do III Encontro de Inclusão Social e Acessibilidade

Com suas dimensões continentais e mais de 170 milhões de habitantes, o Brasil é uma colcha de retalhos de realidades econômicas e culturais, além de possuir um grande leque de etnias e ideologias. Se viver em uma realidade tão diversa já cria obstáculos invisíveis – como o preconceito racial e o socioeconômico, entre outros – para as trocas do dia a dia, o que dizer de quem, como o artista Cacau Brasil, é obrigado a vivenciar este mundo acrescido de obstáculos bem mais concretos – como falta de rampas, legendas em braile e audiodescrição?

Artista Cacau Brasil

Para provocar uma reflexão acerca da acessibilidade e despertar a empatia dos diversos agentes sociais presentes, o artista Cacau Brasil apresentará o painel SOS-SOS: Doe seu Coração, na próxima segunda (08), no Teatro Celina Queiroz (na Unifor). Integrada ao III Encontro de Inclusão Social e Acessibilidade, a palestra consiste no relato de sua experiência no Museu da Língua Portuguesa e a na Estação da Luz com a exposição OMISTÉRIOOTEMPOEMPOESIAS, no início de 2010 (em São Paulo). Cacau Brasil aproveitará o momento para introduzir sua próxima exposição, SOS-SOS, que entra em cartaz em 09 de dezembro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Segundo Cacau Brasil, "a exposição OMISTÉRIOOTEMPOEMPOESIAS, que tinha grande foco na experimentação multimídia, nos proporcionou um contato surpreendente com pessoas de segmentos normalmente não atendidos ou não atingidos pelos equipamentos culturais". Correalizada pelo Museu da Língua Portuguesa, a exposição tinha um trecho anexo inserido no ambiente da Estação da Luz (ao lado do museu). "Mais de 180 mil pessoas passam por dia naquele terminal, inclusive cadeirantes, deficientes visuais, auditivos e pessoas de baixo poder aquisitivo. Ao levar parte da mostra àquele espaço, nós possibilitamos o acesso destes públicos a uma experiência totalmente nova e captamos muitas impressões dos mesmos", relata Cacau Brasil. "Denunciando a coletividade solitária, que é ainda mais intensa dos diversos segmentos de excluídos – e aqui falo tanto das deficiências física, econômica e educacional quanto da exclusão por raça, sexo e idade – pretendo fazê-los ouvidos e considerados em todos os setores da sociedade que a minha obra tenha alcance", complementa.

O impacto pessoal foi tão marcante que era inevitável Cacau Brasil levar tais reflexões ao seu trabalho, no caso a SOS-SOS, e, assim, multiplicá-las entre os expectadores de sua obra. Cacau Brasil explica que "a fruição da arte desperta emoções, conflitos e atitudes que a simples informação passada no dia a dia não é capaz". "Transmitindo esta mensagem a pedagogos, arquitetos e agentes sociais em geral (empresários, educadores, formadores de opinião etc.) podemos potencializar esta mensagem que prega a inclusão, a fraternidade e, principalmente, o amor na sociedade", conclui Cacau Brasil.

Serviço¹: Painel SOS-SOS: Doe seu Coração (III Encontro de Inclusão Social e Acessibilidade da Unifor).
Local: Teatro Celina Queiroz (Bloco T), na Unifor (Av. Washington Soares, 1321, Edson Queiroz).
Data: dias 08 e 09/11/2010.

Serviço²: Exposição SOS-SOS
Local: Sala de Exposições Multiuso (novo espaço sob a arquibancada do Anfiteatro).
Período: de 09/12/2010 a 25/01/2011.

Fonte: Jornal O Estado – 2010

Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por


Mais sobre audiodescrição
Pai da Aviação e Patrono da Força Aérea Brasileira, Alberto Santos Dumont tem sua vida
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por