Mostra de cinema tem histórias de superação

Questões como o direito dos portadores de deficiência, inclusão social e o período da ditadura no Brasil são alguns dos temas discutidos na programação deste domingo (28) da 5ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. A programação, que começou no último dia 25, exibe até o dia 5 de dezembro 41 filmes de dez países, entre curtas, médias e longas-metragens. As sessões são gratuitas. Hoje, o público poderá assistir ao documentário argentino "Mundo Alas". Dirigido e estrelado pelo cantor portenho Leon Gieco. O longa registra a turnê argentina de Leon em parceria com músicos, cantores, bailarinos e pintores portadores de necessidades especiais. Uma ótica particular sobre a periferia de São Paulo é o ponto de partida do documentário "Cinema de Guerrilha", de Evaldo Mocarzel. O documentário faz uma investigação interessante sobre os filmes feitos pelos jovens da periferia de São Paulo. Dois rapazes, Eder Augusto e Luciano Oliveira, ministram uma oficina em Sapopemba, na zona leste de São Paulo. "Pra Frente Brasil", longa brasileiro lançado em 1982, conta a história de um cidadão de classe média que é confundido com um ativista político durante o período da ditadura, sendo então preso e torturado por agentes federais. Dirigido por Roberto Farias (Assalto ao Trem Pagador) e com Antônio Fagundes, Reginaldo Farias, Natália do Vale e Flávio Miggliaccio no elenco. A exibição de "Pra Frente Brasil" conta com o recurso de audiodescrição (que permite a pessoas cegas acompanharem os filmes).
Fonte: Diário do Pará

Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo


Mais sobre audiodescrição
O Cine às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível realiza sua segunda edição nos dias
Um festival que pretende devolver aos mágicos as “luzes da ribalta”, promovendo um encontro entre
Produtores e realizadores já podem inscrever seus curtas-metragens com audiodescrição para concorrer no IV VerOuvindo