AUDIODESCRIÇÃO.PT RECEBE PRÉMIO DE MÉRITO

O projecto "AUDIODESCRIÇÃO.PT – ouço, logo vejo" da Companhia de Actores, recebe Prémio de Mérito na Gala "Sorrir na Educação" promovida pela Clínica da Educação, no Teatro São Luiz.

Audiodescrição.PT

Descrição da foto: Anaísa Raquel recebe das mãos de Henrique Sá Pessoa, destacado como padrinho da AUDIODESCRIÇÃO.PT, o Prémio de Mérito da Clínica da Educação.

A Gala "Sorrir na Educação" decorrida a 23 de Novembro, no Teatro São Luiz, contou com a apresentação de Fernanda Freitas e foi pelas mãos do padrinho Henrique Sá Pessoa que Anaísa Raquel, produtora e audiodescritora e Andreia Madeira gestora do projecto "AUDIODESCRIÇÃO.PT – ouço, logo vejo" receberam o Prémio de Mérito, destacando o trabalho desenvolvido no âmbito da audiodescrição de espectáculos, exposições e outros produtos culturais, para pessoas com deficiência visual.

A Clínica da Educação é uma instituição especializada em dificuldades de aprendizagem, coordenada por Renato Paiva, que promoveu esta Gala, com momentos de música, dança contemporânea e stand up comedy, na qual foram entregues donativos a dez instituições, ajudando a viabilizar diversos projectos nas áreas da educação para crianças e adultos.

O projecto "Sorrir na Educação", agora materializado em Gala, é um projecto que luta diariamente para que várias instituições relacionadas com a área da educação, como o apoio parental, intervenção cultural em meios desfavorecidos ou apoio a crianças em risco, continuem a fazer o seu trabalho.

Fonte: Companhia de Actores

Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em


Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em