Leitura de olhos Fechados: projeto encantou o público durante cerimônia de lançamento

Com a proposta de possibilitar mais informação e cultura às pessoas com deficiência visual por meio da audiodescrição, o projeto teve início nesta tarde.

Projeto Leitura de Olhos Fechados

Descrição da Imagem: pessoas em um auditório acompanhando uma palestra; o palestrante tem uma tela atrás de si.

Ansiedade, entusiasmo e inovação. Esses foram os elementos principais encontrados na solenidade de lançamento do projeto "Leitura de Olhos Fechados: a imagem traduzida em palavras", realizada na tarde dessa terça-feira, 21, na Casa da 3ª Idade, em Vitória da Conquista. Na ocasião, foi exibido o filme "Boleiros, era uma vez o futebol", de Ugo Giorgetti, com audiodescrição, que encantou o público ali presente.

O prefeito, Guilherme Menezes, compareceu à solenidade e parabenizou os maiores beneficiários do projeto, pessoas com pouca ou nenhuma visão, por mais essa conquista. Ele destacou que "projetos como esse só são possíveis graças a parcerias, como a da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, e de investidores como o Banco do Nordeste, que vem cumprindo seu papel social, o de desenvolvimento".

O secretário de Cultura e Turismo, Gildelson Felício, que também esteve presente à solenidade, ressaltou a importância do projeto, de promover mais cultura e informação aos cegos. Segundo o secretário, "o projeto Leitura de Olhos Fechados surge para dar mais acessibilidade as pessoas com deficiência visual e para fomentar as discussões sobre o assunto, de maneira que todos participem ativamente da construção de mundo mais justo e igualitário".

A idealizadora e coordenadora executiva do projeto, Mônica Lacerda, aproveitou o momento para dar uma breve explicação sobre o mesmo, que é pioneiro na Bahia. "Permitir que deficientes visuais tenham mais acesso à cultura e à informação, por meio da audiodescrição, é a proposta deste projeto", afirma a coordenadora. E conclui: "A audiodescrição consiste na descrição clara e objetiva de todas as informações que compreendemos visualmente e que não estão contidas nos diálogos, como por exemplo, informações sobre figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela".

O público presente no lançamento do projeto aprovou o recurso da audiodescrição e se entusiasmou com a proposta do "Leitura de Olhos Fechados". "Gostei demais do projeto e do filme escolhido, pois consegui entender perfeitamente o que se passava no filme sem ter que ficar perguntando a alguém", disse Mariah Farias, que nasceu com baixa visão, e há dois anos a perdeu totalmente. Já Claudemir da Costa, 25 anos, perdeu a visão aos 18, ou seja, há sete ele convive com essa limitação, ressalta: "um filme comum é muito vago para os deficientes visuais, a audiodescrição nos faz entender tudo, interagir, é muito bom".

"Leitura de Olhos Fechados" é uma realização da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, em parceria com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, com patrocínio do Banco do Nordeste. A execução do projeto vai até abril de 2011, com novas exibições de filmes, aquisição de audiobooks e promoção de um seminário com oficinas para formação de audiodescritores.

Foto: Emanuel Nem Moraes

Fonte: Prefeitura de Vitória da Conquista

Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na


Mais sobre audiodescrição
Como parte da programação da Semana Inclusiva, o CineSesc oferece oficinas sobre acessibilidade em espaços
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na