Blumenau: Cegos têm acesso a filmes nacionais

O Centro Braille da Fundação Cultural de Blumenau acaba de receber trinta filmes nacionais em dvd, audiodescritos.

O projeto Cinema Nacional – Versão Videoteca, tem como objetivo garantir, através do cinema, a difusão da cultura brasileira para cegos de todo o país. O projeto consiste na narração de filmes, utilizando a tecnologia da audiodescrição.

Pessoas cegas que quiserem assistir os filmes, podem entrar em contato com o Centro Braille da Fundação Cultural, que fica na Rua Quinze de Novembro, 161. O empréstimo é gratuito e por 48 horas.

Informações também são possíveis pelo telefone 3222 3196.

O projeto é patrocinado pela Petrobras e realizado pela Associação de Reabilitação e Pesquisa Fonoaudiológica, beneficiando 100 entidades pré-selecionadas, envolvidas diretamente com o cego. Projeto similar beneficia também os surdos.

Os filmes:

3 Efes

A Mulher Invisível

Batismo de Sangue

Brava Gente Brasileira

Cão Sem Dono

A Casa da Mãe Joana

Casa de Alice

Cazuza – o tempo não para

Central do Brasil

Cidade dos Homens

Divã

Era uma vez

Estômago

Lula, o filho do Brasil

Meu nome não é Johnny

Olga

Ó Paí, ó

O guerreiro Didi e a ninja Lili

O Homem do Ano

O homem que copiava

O Quatrilho

O que é isso, companheiro?

Orquestra dos Meninos

Os Desafinados

Os Normais 2

Saneamento Básico

Se Eu Fosse Você

Tropa de Elite

Verônica

Zuzu Angel

Fonte: PMB – Blumenau – Notícia

Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme
Cada vez mais empresas percebem que pessoas com deficiências também são consumidores. A Netflix levou


Mais sobre audiodescrição
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição
Na próxima sexta-feira (29/07), a Filmes Que Voam lançará gratuitamente em seu portal o filme
Cada vez mais empresas percebem que pessoas com deficiências também são consumidores. A Netflix levou