Fundação Millennium bcp apoia o IMC para investigação em acessibilidade em museus

O Ministério da Cultura e o Instituto dos Museus e da Conservação congratulam-se com o apoio mecenático dado pela Fundação Millennium bcp ao Doutoramento na área das acessibilidades em museus a ser feito na University of Westminster, em Londres, por Clara Mineiro, técnica superior no Departamento de Museus do IMC. Este apoio surge na sequência do trabalho feito no Museu Nacional do Azulejo, com o projecto-pilotoTesouros do MNAz ao alcance de todos, cuja apresentação pública teve lugar no passado dia 3 de Dezembro, Dia Europeu das Pessoas com Deficiência.

O projecto Tesouros do MNAz ao alcance de todos consistiu na intervenção da colecção permanente do Museu, de maneira a tornar acessíveis as peças mais relevantes da colecção bem como dos espaços mais interessantes do edifício. Foi desenvolvido em parceria com a ACAPO (Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal), a FPAS (Federação Portuguesa das Associações de Surdos) e contou com o acompanhamento de Grupos Consultivos de que fazem parte pessoas cegas e surdas. Para identificar e ultrapassar os obstáculos arquitectónicos, o projecto contou com financiamento da AS (Associação Salvador). O mecenato da Fundação Millennium bcp revelou-se muito importante ao nível da informação, pois tornou possível a implementação de guias multimédia -audioguias em Português e em Inglês, que incluem audiodescrição para pessoas com cegueira ou baixa visão e videoguias em Língua Gestual Portuguesa e Sistema de Signos Internacional para pessoas com Surdez.

Ao viabilizar este Doutoramento, o Millennium bcp torna possível uma investigação a nível académico sobre estes assuntos, nomeadamente sobre o impacto que a visita a museus pode ter em pessoas cegas e surdas. O estudo conduzirá a uma pesquisa alargada para encontrar boas práticas no mesmo sentido, a um debate construtivo com outros profissionais sobre problemas semelhantes e soluções encontradas, a uma reflexão crítica das opções seguidas no projecto do MNAz, que será o caso de estudo.

O Millennium bcp torna assim possível o desenvolvimento de uma área que começa a dar os primeiros passos em Portugal e que pretende assegurar a todos o acesso ao património – um direito constitucional e condição fundamental para o exercício pleno da cidadania.

Fonte: Museologia Porto

Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em


Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em