Unifesp promove debate sobre Inclusão Social de Deficiências e Deficientes

O projeto “Olhos para a cidadania” está em sua 4ª versão e busca debater questões como inserção e direitos de deficientes na sociedade atual. Criado pelo Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o projeto “Olhos para a Cidadania” está em sua 4ª versão, que ocorrerá no dia 19 de fevereiro dentro do Congresso de Oftalmologia da Unifesp. O objetivo do projeto é debater temas sobre deficiências e deficientes, principalmente aspectos da inclusão social. “Cada ano definimos um tema principal para ser discutido entre os palestrantes e o público leigo em geral, não só deficientes. Com o debate destes temas, esperamos mudar o olhar da sociedade sobre estas pessoas, e contribuir para uma maior inserção de deficientes dentro dela.” afirma o doutor Mauro Campos, criador e coordenador do projeto. Os temas escolhidos para este ano foram divididos em três blocos, “A Legislação e o Censo 2010”, “Fórum de ONGs”, “O deficiente e a Publicidade”. Todos eles tendo como foco a aceitação de deficientes por parte da sociedade, e o que eles mesmos podem fazer para estarem cada vez mais inseridos nela, perante os direitos já conquistados. Dentre os palestrantes presentes nesta versão estão Érica Pisaneschi do Ministério da Saúde, e Mara Gabrilli, deputada federal de São Paulo. Mais informações sobre o projeto “Olhos para a Cidadania” Inicialmente, o projeto foi acoplado a um trabalho de assistência, por meio de atendimento a milhares de crianças moradoras do bairro Jardim Nakamura, situado na cidade de São Paulo. Após esse ano, o projeto passou a acontecer somente no Congresso de Oftalmologia da Unifesp, por meio de palestras cujos temas se diferem a cada ano. No primeiro ano do projeto, dentro do Congresso de Oftalmologia da Unifesp, discutiram-se temas relacionados à qualidade de vida de portadores de deficiência. No segundo, foram abordados diversos aspectos relacionados à legislação e ao avanço do tratamento de doenças que causam a deficiência visual, como o uso de células tronco. E na terceira edição, o foco foi direcionado para a arquitetura e urbanismo da cidade de São Paulo, debatendo o que a cidade tem feito para abrigar os deficientes, como, por exemplo, a substituição de piso normal por um piso tátil na avenida Paulista e mapas táteis nas estações de metrô. PROGRAMAÇÃO DA 4ª VERSÃO DO PROJETO Data: 19/02,
Horário: 14h00 – 18h15
Local: Maksoud Plaza Hotel – São Paulo Bloco 1 – A Legislação e o Censo 2010 – coordenação Celia Nakanami e Juliana Sallum 14:00 – 14:15 – Direitos dos deficientes: a legislação atual – Alexandre Lima Azevedo – São Paulo
14:15 – 14:30 – Censo 2010 e as políticas governamentais para os deficientes – Erica Pisaneschi – Ministério da Saúde, Governo Federal
14:30 – 14:45 – Discussão Bloco 2 – Fórum de ONGs – coordenação Marinho Scarpi e Solange Salomão 14:45– 15:00 – Esporte e Inclusão Social- Marinho Scarpi – SPDM, Unifesp, Instituto Verter
15:00 – 15:15 – Trajetória de um sangue – Maria Odete Moschen – Colatina – ES
15:15 – 15:30 – Fundação Dorina: suporte fático na execução da minha missão de vida – Geraldo Pinheiro da Fonseca
15:30 – 15:45 – Discussão Intervalo das 15:45 – 16:05 Bloco 3 – Mesa redonda: O deficiente e a Publicidade – Coordenação Mauro Campos e Rubens Belfort Jr Participação – Mara Gabrilli – Deputada Federal – São Paulo e Luiz Alfaya Jr – Instituto Criar de cinema, tv e novas mídias 16:05 – 16:35 – O deficiente e a publicidade – Marcelo Diniz – Associação Brasileira de Agências de Publicidade
16:35 – 17:05 – A TV e a inclusão de pessoas com deficiência – Flávio Oliveira – Central Globo de Comunicação – Rede Globo
17:05 – 17:20 – A áudio descrição nos meios de comunicação – Viviane Sarraf – Fundação Dorina
17:20 – 18:15 – Discussão Informações sobre o SIMASP (Simpósio Internacional Moacyr Álvaro):
Flavia Pacheco – 3849-0002 ramal 201 Fonte: MAXPRESSNET

Mais sobre audiodescrição
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017
O Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP promove no dia 24/04/16 a Oficina Fundamentos


Mais sobre audiodescrição
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017
O Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP promove no dia 24/04/16 a Oficina Fundamentos