Audiodescrição foi destaque na tarde desta quinta-feira, 17

“Muito interessante. É impressionante como a gente que enxerga consegue absorver ainda mais a mensagem do filme e os detalhes”. Essas foram as palavras do professor Rômulo Lima Meira, encantado com o recurso da audiodescrição, após participar de mais uma sessão de cinema do projeto Leitura de Olhos Fechados, na tarde dessa quinta-feira, 17, na Associação Conquistense de Integração do Deficiente (ACIDE), em Vitória da conquista. O professor teve conhecimento do projeto por meio da internet e logo se interessou em ver de perto como funciona a audiodescrição. Esse recurso também chamou a atenção do jornalista Fábio Agra, que afirmou nunca ter visto algo assim. O jornalista considerou a proposta do projeto ótima e destacou a importância de a audiodescrição se tornar uma realidade nas escolas brasileiras. “Há muitos estudantes com deficiência visual e as escolas precisam estar em condições de atendê-los”, disse. Seja professor, jornalista ou qualquer outro profissional, certo é que o projeto Leitura de olhos Fechados tem chamado a atenção das pessoas. Isso porque ele promove mais cultura, informação e entretenimento às pessoas portadoras de deficiência visual. Vale lembrar que as sessões de cinema com o recurso da audiodescrição continuam até o dia 28 de abril, quando se encerram as atividades do projeto. Saiba mais sobre o projeto “Leitura de Olhos Fechados”:

Fonte: Wal Cordeiro



Mais sobre audiodescrição