Carnaval de Recife também terá audiodescrição

Camarote especial vai receber deficientes no carnaval de Recife: pessoas com deficiências físicas poderão assistir ao desfile do Galo da Madrugada em um camarote especial. A estrutura será adaptada com rampa e corrimão para facilitar o acesso dos cadeirantes. Haverá também intérpretes para ajudar cegos e surdos. A iniciativa faz parte do projeto "Folião com Inclusão".

Carnaval de Recife: foto de uma enorme escultura do Galo da Madrugada e diversas pessoas caminham ao seu redor

PraCegoVer: Carnaval de Recife: Galo tem óculos escuros em homenagem a Chico Science.

Camarote da Acessibilidade no Carnaval de Recife

A estrutura está localizada em frente à Praça Sérgio Loreto, no bairro de São José, bem onde começa o desfile do Galo da Madrugada. Os grafites vão dar um colorido especial ao carnaval de Recife, com desenhos que simbolizam a inclusão de pessoas com deficiência nà sociedade.

No sábado de Zé Pereira, oito integrantes da banda Segnos – formada por deficientes visuais – vão animar o camarote. Além disso, profissionais vão revelar tudo o que se passa nos desfiles do carnaval de Recife para os que não ouvem e para os que não enxergam.

Carnaval de Recife: Atuação governamental

“Teremos um intérprete de libras, para deficientes auditivos, um intérprete com audiodescrição visual para quem não enxerga, banheiros adaptados, rampa. Todo um clima de Carnaval, onde todas as pessoas deverão se sentir incluídas”, diz a secretária de Desenvolvimento Social e de Direitos Humanos, Laura Gomes.

De acordo com o superintendente estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência, João Rocha, um ônibus fará o transporte dos deficientes. “Está previsto um ônibus, que sai da Praça do Derby, onde vamos embarcar às 6h40 e, às 7h, nós já devemos estar no camarote para o café da manhã de recepção. A partir daí, a gente já começa a brincar o Galo”, afirma. O camarote terá capacidade para 80 pessoas que foram selecionadas por associações de apoio aos deficientes.

Carnaval de Recife: opinião do público com deficiência

O funcionário público Edmilson José da Silva foi um dos escolhidos e com a ajuda da noiva Isabela não teve dificuldades para subir a rampa de acesso ao camarote em sua cadeira de rodas. Aos 40 anos de idade, será a primeira vez que Edmilson José terá condições de assistir ao desfile do maior bloco de Carnaval de Recife. Espera que o exemplo seja seguido em outros camarotes. "O importante é a iniciativa, pois a gente começa a ver uma mudança de postura. Quando começam a reconhecer a pessoa com deficiência como um cidadão que também brinca o Carnaval", diz.

O Camarote da Acessibilidade em Outras Cidades

Neste ano, o camarote adaptado só está sendo montado no carnaval de Recife, no desfile do Galo da Madrugada, mas a ideia é levar o projeto para outras cidades. Caruaru, no Agreste, deve receber o camarote adaptado durante as festas de São João.

Fonte: PE 360°

Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
Sucesso do carnaval carioca: com mais de 400 mil visualizações em menos de 24 horas,


Mais sobre audiodescrição
Carnavais acessíveis que foram destaque em 2017: para acolher pessoas com deficiência, a estratégia da
Nos quatro dias de desfiles no Sambódromo, pelos grupos de Acesso e Especial, cerca de
Sucesso do carnaval carioca: com mais de 400 mil visualizações em menos de 24 horas,