Carnaval paulistano recebeu deficientes visuais

Em uma iniciativa inédita da Prefeitura de São Paulo, São Paulo Turismo (SPTuris) e Complexo Educacional FMU, 45 deficientes visuais puderam acompanhar o Carnaval Paulistano diretamente do Sambódromo do Anhembi. Os participantes do projeto Carnaval Paulistano – Só Não Vê Quem Não Quer foram selecionados pela Fundação Dorina Nowill.

Eles acompanharam os desfiles da Rosas de Ouro, na sexta-feira (04/03); da Mocidade Alegre, no sábado; e da Camisa Verde e Branco, no domingo, dia 06/03.

Desde o final de janeiro, deficientes visuais e pessoas com baixa visão, divididos em três grupos, visitaram as quadras das três escolas de samba participantes da iniciativa no carnaval paulistano. Eles tiveram a oportunidade de conhecer de perto o trabalho realizado pelos carnavalescos, aprender sobre os instrumentos, as fantasias e o enredo de cada escola.

Ao mesmo tempo, professores e mais de 120 estudantes dos cursos de Moda e Arquitetura e Urbanismo da FMU confeccionaram maquetes de carros alegóricos das escolas, maquete tátil e planta tátil da passarela do carnaval paulistano, e também reproduziram, em miniatura, as fantasias das três escolas de samba.

Além disso, a equipe da FMU TV produziu os CDs com a audiodescrição do enredo das três escolas, para que os participantes conheçam não apenas o samba-enredo, mas tenham também informações e detalhes dos carros alegóricos e das alas.

Nos dias dos desfiles, os participantes do projeto Carnaval Paulistano – Só Não Vê Quem Não Quer puderam ter contato com as maquetes e reproduções criadas pelos alunos e professores, para conhecer detalhes dos carros e das fantasias. As peças estiveram expostas em um camarote especialmente adaptado para o projeto, de onde os deficientes visuais e pessoas com baixa visão acompanharam os desfiles.

Mais sobre audiodescrição
Desde o início dos anos 1980, com o avanço dos movimentos sociais, escolhemos o começo
Grande parte dos projetos culturais é realizada via leis de renúncia fiscal, ou seja, com
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a


Mais sobre audiodescrição
Desde o início dos anos 1980, com o avanço dos movimentos sociais, escolhemos o começo
Grande parte dos projetos culturais é realizada via leis de renúncia fiscal, ou seja, com
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a