Encenação da Paixão de Cristo poderá ter audiodescrição

A Sociedade Teatral de Fazenda Nova se prepara para a realização da 44ª temporada da Paixão de Cristo, dentro das monumentais muralhas da Nova Jerusalém. A cidade teatro de 100 mil metros quadrados, obra idealizada e construída pelo gênio criador de Plínio Pacheco, fica no distrito de Fazenda Nova, a 180 km da capital pernambucana, à qual é ligada por modernas rodovias pavimentadas. A temporada que assinalará o quadragésimo quarto ano de atividades consecutivas do maior e mais famoso espetáculo bíblico teatral do Brasil, neste ano de 2011, acontecerá entre os dias 15 e 23 de abril.

Ilustração de Cristo carregando a cruz; várias pessoas a sua volta. Abaixo lê-se: Paixão de Cristo

Para maior brilho da temporada, a STFN fará a re-instalação geral de todo o novo e moderno sistema de som de última geração que vem sendo utilizado nas últimas temporadas. Haverá novos efeitos especiais, renovação geral nas 800 peças que compõem os figurinos e adereços do espetáculo, além de grandes melhorias no sistema de iluminação cênica. Para tanto contará com a mobilização das suas várias equipes de criação, envolvendo a direção artística do espetáculo, cenógrafos, figurinistas, costureiras, criadores dos efeitos especiais, iluminadores e técnicos de som.

A expectativa da produção é de que o público que, a cada ano, lota o maior teatro ao ar livre do mundo, neste quadragésimo quarto ano, seja brindado mais uma vez com cenas dignas de uma superprodução cinematográfica. E tudo estará acontecendo ali mesmo, ao vivo, à frente de cada um dos espectadores, verdadeiras testemunhas da história que se desenrola nos famosos palcos da Nova Jerusalém.

Em 2011, como aconteceu no ano passado, a temporada de espetáculos será aumentada em mais uma récita, sendo iniciada na sexta-feira, dia 15 de abril Esse espetáculo de estréia será, mais uma vez, dedicado especificamente às pessoas idosas e com dificuldade de locomoção. Para isso haverá limitação no número de ingressos postos à venda, a fim de que haja bastante espaço livre para melhor acomodação desse tipo especial de público. Também serão disponibilizadas cadeiras de rodas para aqueles que necessitarem desse tipo de apoio. A STFN analisa ainda a possibilidade de, já neste ano, nesse mesmo espetáculo do dia 15 de abril, realizar, em parceria com o Centro de Estudos Inclusivos – CEI, da UFPE, uma experiência-piloto de audiodescrição, a fim de permitir a acessibilidade do grande espetáculo da Paixão àquelas pessoas que são portadoras de deficiência visual. É a STFN desenvolvendo ações em benefício dessas queridas pessoas que querem assistir ao mega-espetáculo da Paixão, mesmo enfrentando dificuldades pessoais, com o objetivo de participarem do mais tradicional e emocionante espetáculo da Paixão em todo o Brasil e um dos mais famosos do mundo. A récita de estréia, entretanto, estará aberta também ao público em geral.

Como sempre vem acontecendo, nos últimos anos, o elenco da Paixão, além de reunir o que há de melhor entre atores e atrizes que fazem a cena regional, irá contar com destacados intérpretes de renome nacional nos principais personagens. Assim, o público fiel aos espetáculos da Nova Jerusalém terá oportunidade de ver, de perto, grandes nomes do Teatro, da TV e do Cinema nacionais, vivendo importantes personagens bíblicos do espetáculo: Thiago Lacerda, que está completando 33 anos de idade, viverá o principal personagem da Paixão (Jesus) pela terceira vez no maior teatro ao ar livre do mundo (segundo declarações do próprio ator, ele deve encerrar, na Nova Jerusalém, a sua trajetória de interpretações do Redentor; a extraordinária intérprete da música brasileira e internacional, dublê de cantora e atriz, Fafá de Belém terá a responsabilidade de fazer o papel da Mãe do Salvador, Maria; a atriz Vanessa Loes será Madalena; Pôncio Pilatos será interpretado pelo excelente ator Sidney Sampaio, de várias novelas da Rede Globo; e o rei Herodes, será vivido pelo veterano ator Carlos Reis, co-diretor do espetáculo (desde 1997), e que está na Paixão de Fazenda Nova e da Nova Jerusalém desde 1960, sendo esta a sétima vez em que interpreta o papel do tetrarca da Galiléia.

Nos dois últimos anos o sucesso alcançado pelo tradicional espetáculo fez bater. Consecutivamente, dois recordes de público – em 2009, 72 mil pessoas assistiram a Paixão de Cristo e em 2010, foram 80 mil pessoas vindas de 22 estados da federação e também de 12 países. Nesse ano de 2010 ao comemorarmos os 43 anos da primeira apresentação da Paixão de Cristo na cidade teatro, com uma temporada de público recorde, o mega espetáculo da Nova Jerusalém, atraiu a atenção de órgãos da imprensa de todo o mundo, tendo sido produzidas várias reportagens e também preciosos documentários do evento.

Os textos, vídeos e fotos procuram descrever o espetáculo, mas, como os próprios espectadores reconhecem, só mesmo assistindo in loco é possível se ter a idéia real de toda a sua grandiosidade e emoção.

A cada noite, durante os nove dias de apresentações, o espetáculo comove platéias de mais de oito mil pessoas. Na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, o público acompanha cada passo de Jesus e seus seguidores. Em 2010, a encenação alcançou o marco de já ter sido assistida por mais de três milhões de pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo.

A cidade teatro é um capítulo à parte. Com área correspondente a um terço da área murada da Jerusalém dos tempos de Jesus, construída em meio à paisagem árida do Agreste nordestino, a Nova Jerusalém, há mais de 40 anos, vem entusiasmando a todos que a visitam, os quais se sentem transportados no tempo e no espaço, até a antiga Jerusalém dos tempos da dominação romana, nos anos 30 da era cristã.

A paisagem que envolve a cidade-teatro, muito semelhante à da Judéia, aumenta ainda mais a beleza e a emoção das cenas. A grande história de fé, esperança e emoção é contada por 550 atores e figurantes em nove monumentais palcos-platéias, com cenários grandiosos, como o Palácio de Herodes, o Fórum de Pilatos, o Templo de Jerusalém e o Cenáculo.

Em pouco mais de duas horas, o realismo que brota nas cenas, na fisionomia e nos trajes dos personagens, faz com que todos os que assistem ao espetáculo deixem de ser meros espectadores. Sob o céu estrelado do Agreste, na companhia de um luar de sonho, típico das noites dessa região, o público inevitavelmente se confunde com os figurantes. As pessoas passam a ser coadjuvantes das cenas que se desenrolam nos palcos da famosa cidade-teatro. Cada um se sente como se fosse alguém do povo que um dia seguiu os passos de Jesus em terras da Palestina, há dois mil anos. Tudo isso faz da Paixão de Cristo da Nova Jerusalém uma oportunidade única de vivenciar a mais emocionante história da humanidade.

Fonte: Giro de Notícias

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma