Áudio-descrição na Paixão de Cristo, em Fazenda Nova

Com menos de duas semanas para a produção da áudio-descrição do maior evento teatral em espaço aberto, os áudio-descritores Andreza Nóbrega, Ernani Ribeiro, Liliana Tavares e Paulo Vieira não se curvaram ao grande desafio e com muita responsabilidade e empenho fizeram história nos dias 14 e 15 de abril de 2011, quando áudio-descreveram para cerca de 70 pessoas com deficiência visual, pessoas cegas e com baixa visão, o maior espetáculo sobre a paixão de Cristo, a céu aberto .

Com a áudio-descrição do áudio-descritor Eider que também é guia turístico profissional, há mais de 20 anos em Pernambuco, o ônibus que levou os mais de 50 usuários do serviço de áudio-descrição partiu de Recife para uma viagem de cerca de 140 km até Fazenda Nova Jerusalém, no interior Pernambucano.

Durante toda a viagem, as pessoas com deficiência receberam áudio-descrições da paisagem, nos elementos arquitetônicos circundantes da estrada e muito mais.

Ao chegarem à Fazenda Nova, foram recepcionados pelos áudio-descritores e passaram a acompanhar os espectadores videntes nos 9 cenários do teatro da Paixão de Cristo.

Ao término de cada ato, o grupo era orientado pelos áudio-descritores até o cenário seguinte, sempre com a áudio-descrição do percurso, das notas proêmias do ato seguinte etc.

Exemplo de respeito à Constituição Brasileira, os cidadãos brasileiros com deficiência visual tiveram acesso à cultura e ao lazer, desfrutando desse bem cultural que é o teatro; respeitados como consumidor, tiveram acessibilidade comunicacional ao espetáculo, por meio da áudio-descrição; reconhecidos como pessoas humanas, tiveram seu direito de receber áudio-descrição (enquanto tecnologia assistiva para o acesso comunicacional) respeitado, ao serem tratados com dignidade e reconhecimento de que são cidadãos detentores de direitos, merecedores de tratamento desigual que os igualem em direitos, sem paternalismo, porém com as condições de que precisam para terem igualdade de oportunidades.

Sob a coordenação do formador e consultor em áudio-descrição, professor Francisco Lima, da Universidade Federal de Pernambuco, os áudio-descritores traduziram simultaneamente durante mais de 3 horas, movimentando com os usuários pelas centenas de metros em que se deslocam os espectadores durante o espetáculo.

Tendo percebido o valor do respeito ao direito à áudio-descrição, os organizadores do evento, a Secretaria de Desenvolvimento Humano do Estado e demais colaboradores, tornaram realidade a áudio-descrição da Paixão de Cristo de 2011.

Parabéns áudio-descritores! Que o exemplo dado por vocês frutifique, pois no ato voluntário que tiveram ao fazer a tradução visual desse evento, fizeram mais que áudio-descrição: fizeram história!

E como disse Tiago Lacerda, o Cristo do espetáculo, em matéria veiculada no NETV de Recife: a áudio-descrição é "irreversível" e junto com ele, dizemos: Que venha 2012 com áudio-descrição da Paixão de Cristo também.

Francisco Lima

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma