Faculdade Victor Hugo realizou a primeira sessão de cinema para deficientes visuais

O último dia 16 foi uma data marcante para os 35 deficientes visuais que compareceram na Faculdade Victor Hugo para assistir pela primeira vez a uma sessão de cinema nacional, totalmente audiodescritiva. Deficientes visuais e auditivos das cidades de Poços de Caldas, Três Corações, Itajubá, Conceição do Rio Verde, Caxambu, São Lourenço e Baependi, foram recepcionados pelos diretores da Faculdade, Adolfo e Leila R. Direzenchi, pela Prof.ª Sonia Costa e alguns de seus acompanhantes, para assistir ao filme Tropa de Elite.

Pessoas sentadas em cadeiras universitárias, de costas para uma tela cinematográfica

Entre advogados, bancários, professores, torneiros mecânicos, psicólogos, donas de casa e estudantes universitários, todos afirmaram que esta experiência inovadora proporcionada pela Faculdade Victor Hugo é uma possibilidade de se conhecerem, estreitarem seus laços de amizade e terem contato com a cultura brasileira de forma independente e autônoma.

"Esta atitude da instituição é um ato de louvor em nome da inclusão", falou Salete Batista, residente em Itajubá e professora de Braille da Faculdade Victor Hugo.

Todos os presentes aplaudiram o estudante universitário Diego, residente em São Lourenço, pela preocupação em divulgar esta iniciativa em vários sites para deficientes visuais.

"Está na hora dos deficientes visuais se unirem e buscarem novos horizontes através de experiências como essas que tivemos hoje", declarou a professora Dedé, da cidade de Três Corações.

Com esses e tantos outros depoimentos transmitidos pelos presentes, a Faculdade Victor Hugo teve a certeza que seu objetivo foi atingido e já prepara a segunda sessão, com data prevista para o dia 21 de maio (sábado).

Fonte: Jornal Regional – redação da cidade de São Lourenço

Mais sobre audiodescrição
Alunos do curso de Especialização em Audiodescrição, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento
Nos últimos meses me dediquei exclusivamente aos cursos de formação de professores, tendo atuado, simultaneamente,
Para apresentar o tema audiodescrição aos estudantes que participam de um projeto de iniciação científica


Mais sobre audiodescrição
Alunos do curso de Especialização em Audiodescrição, promovido pelo Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento
Nos últimos meses me dediquei exclusivamente aos cursos de formação de professores, tendo atuado, simultaneamente,
Para apresentar o tema audiodescrição aos estudantes que participam de um projeto de iniciação científica