Deficientes visuais apresentam peça nos dias 28 e 29 de maio

O Instituto Sul Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas apresenta nos dias 28 e 29 de maio a peça "O Sono entristecido da Lua Pantaneira".

Com direção de Myla Barbosa o espetáculo terá audiodescrição, recurso que relata com detalhes todas as informações visuais e que não estão contidas nos diálogos, como, por exemplo, expressões faciais e corporais que comuniquem algo, informações sobre o ambiente, figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, além da leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela.

A peça é adaptação do conto da escritora regional Sandra Andrade. São 50 pessoas de 5 a 70 anos envolvidos na apresentação. Todos têm deficiência visual.

A apresentação ocorre depois de oficinas de dança de salão, ballet, capoeira, canto coral e música do Ponto de Cultura Novo Olhar, em parceria com a Fundação de Cultura do Estado.

Os ensaios começaram em 2010. Entre os temas abordados estão sustentabilidade ambiental, preservação da fauna e flora pantaneira e tribos indígenas são alguns dos temas abordados.

Angela Kempfer

Fonte: Campo Grande Online



Mais sobre audiodescrição