Disneyland Xangai terá recursos de acessibilidade para visitantes com deficiência

A Walt Disney anunciou a construção de seu aguardado parque temático Disneyland Xangai, apostando em sua marca global e atrações de contos de fadas para atrair milhões de visitantes chineses e reforçar seus lucros na região. Mickey e Minnie, trajando roupas chinesas tradicionais, subiram ao palco ao lado de Cinderella e Branca de Neve para lançar um parque em estilo Reino Mágico, mas adaptado especificamente para a China.

Disneyland Xangai

O Disneyland Xangai, primeiro parque temático da Disney na China continental, terceiro da empresa na Ásia, vai custar 24,5 bilhões de yuans (3,7 bilhões de dólares). Serão construídos hotéis, atrações de entretenimento adicionais e lojas de varejo ao custo de 4,5 bilhões de yuans (687.825 dólares). Há anos a Disney se interessa em construir em Xangai, capital financeira da China e cidade rica de 22 milhões de habitantes cercada pelo próspero delta do rio Yangtze, onde vivem dezenas de milhões de outros visitantes potenciais.

"Hoje é um dia muito especial na história da Walt Disney", disse em coletiva de imprensa Robert Iger, executivo-chefe da Walt Disney Company. "Há muitos anos a Disney tem uma afinidade grande com a China e se interessa em compartilhar seus grandes produtos e serviços com a população chinesa", completou.

A Disneyland Xangai vai cobrir uma área de 3,9 quilômetros quadrados, terá o maior castelo de contos de fadas Disney do mundo e um enorme lago de 405 mil metros quadrados. O resort inteiro vai incluir dois hotéis temáticos Disney, áreas de recreação ao ar livre e um grande complexo de entretenimento, varejo e alimentação.

"Quando as pessoas vierem a Disneyland Xangai, queremos que digam ‘uau, veja esse castelo enorme’", disse Iger, aludindo ao elemento principal do parque.

Situado em um subúrbio oriental de Xangai, o parque Disneyland Xangai será aberto em cerca de cinco anos e visa atrair 7,3 milhões de visitantes por ano. A Disney disse que a população que constitui o mercado alvo da Disneyland Xangai é de 330 milhões de pessoas, o número de pessoas que vivem em um raio de três horas de distância de Xangai de carro ou trem.

Os valores a serem investidos serão divididos entre a Disney e o Grupo Shanghai Shendi, com a Disney sendo dona de 43 por cento das ações das empresas proprietárias e o grupo Shendi, apoiado pelo governo, dos outros 57 por cento. Será formada também uma empresa joint venture para administrar o parque. A Disney terá participação de 70 por cento na joint venture e o grupo Shendi terá os outros 30 por cento.

Acessibilidade na Disneyland Xangai

Os Parques da Disney possuem recursos de acessibilidade para auxiliar diferentes tipos de deficiência e necessidades diferenciadas. Aparelhos com audiodescrição, aluguel de cadeiras de rodas motorizadas, banheiros adaptados, acesso a diversos brinquedos, telefones para surdos, interpretação de linguagem de sinais nos shows e diversos outros itens de acessibilidade estão disponíveis nos parques do Grupo Disney, e a Disneyland Xangai também seguirá a mesma linha de estrutura e serviços.

Fonte: Turismo Adaptado

Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação


Mais sobre audiodescrição
Foi uma experiência em que todos enxergaram. Na tarde deste sábado, pessoas com e sem
João, Sabrina e Maristela nunca viajaram de avião. Além desse traço em comum, eles são
Inclusão. Esta é a palavra-chave num novo segmento de roteiros rodoviários que a Fresp (Federação