Conheça quem faz a audiodescrição para a TV Sentidos

Enquanto a portaria 188/2010 não garante a audiodescrição (AD) na TV brasileira, tem muita gente por aí garantindo o direito das pessoas com deficiência visual acessarem programação de TV audiodescrita.

logotipo ATAV BRASIL

É o caso da parceria que vem dando muito certo entre a ATAV Brasil e a AVAPE na produção do programa "Sentidos" com AD. O programa é produzido há 11 anos pelo Núcleo de TV da ONG AVAPE, em parceria com o Canal NET Cidade, e ganhou recentemente o reforço da tradução audiovisual para pessoas com deficiência visual por meio da Audiodescrição, realizada pelos tradutores audiovisuais Bruna Leão (@brunalion) e Klístenes Braga (@KlistenesBraga), ambos associados fundadores da ATAV Brasil.

O primeiro programa acessível foi ao ar em 19 de maio de 2011, com apresentação do publicitário, produtor musical e radialista Dudu Braga, filho do cantor Roberto Carlos, e os internautas com deficiência visual puderam curtir matérias sobre lazer, educação, cultura, saúde, esporte e trabalho com muito mais conforto e dignidade. O programa tem cerca de 30 minutos de duração e é um dos primeiros a transmitir programação audiodescrita via Internet no Brasil, contribuindo para que o recurso beneficie mais e mais pessoas em todo o país.

Veja trecho do Programa Sentidos com o recurso da audiodescrição exibido no evento de lançamento:

Acessibilidade audiovisual: garanta você também esse direito!

Fonte: ATAV Brasil

Mais sobre audiodescrição
Desafios, anseios e realizações fazem parte da vida de todos, assim como daqueles com deficiências
SIMONE tomou uma decisão: após anos de relacionamento com mulheres, resolve estar com um homem
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a


Mais sobre audiodescrição
Desafios, anseios e realizações fazem parte da vida de todos, assim como daqueles com deficiências
SIMONE tomou uma decisão: após anos de relacionamento com mulheres, resolve estar com um homem
O Observatório da Imprensa da última terça-feira debateu a prevista falta de acessibilidade durante a