Eexperiências Sensoriais para aproximar videntes e cegos pelo esporte no Museu do Futebol

No Museu do Futebol, localizado no coração do Estádio do Pacaembu, começa neste sábado uma exposição de experiências sensoriais realizadas através do universo do futebol de cinco, a mais popular modalidade esportiva para deficientes visuais e um dos grandes destaques dos jogos olímpicos especiais, as Paraolimpíadas. A partir do dia 18 de junho, o Museu abre as portas da mostra "Olhar com Outro Olhar", que pretende aproximar a população que enxerga (vidente) da comunidade cega e mostrar de perto como é a vida dos deficientes visuais no país.

Experiências Sensoriais: mulher com olhos vendados tateando um cartaz

Exposição Olhar com Outro Olhar

Em declaração oficial à imprensa, o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo, declarou que "essas experiências sensoriais irão revelar a nós – que vemos, ouvimos ou caminhamos em nossas próprias pernas – o quanto vale a pena conhecer o universo daqueles que, apesar ou, sobretudo, por suas deficiências, são capazes de superar obstáculos e construir um mundo de conhecimento e possibilidades".

As experiências sensoriais consistem na apresentação de fotos de um jogo de futebol que são "mostradas" para os visitantes através de cinco recursos de sentidos que excluem a visão: braille, relevo, alto-contraste, maquete tátil e audiodescrição. Com os olhos vendados, os visitantes são levados a uma caminhada pelo museu acompanhando o piso tátil e um audioguia que sinaliza o trajeto, fazendo com que cada participante sinta na pele como é viver sem o auxílio da visão.

"A exposição propõe aproximar as diferenças. As experiências sensoriais vão mostrar que cegos, surdos ou pessoas com mobilidade reduzida têm um mundo próprio de percepções e sensibilidades. Vale a pena alargar nossos próprios sentidos e experiências de mundo", declarou Leonel Kaz, curador da exposição Olhar com Outro Olhar. Quem também fez coro com a curadoria foi Clara Azevedo, diretora executiva do Museu do Futebol, afirmando que a exposição "é um mergulho nas diferentes formas de perceber o mundo que nos cerca. É um convite para que o visitante olhe uma imagem com as suas mãos e ouvidos".

O assunto não é novidade para a Trip. na nossa edição 139, de novembro de 2005, quando o repórter Ronaldo Bressane passou uma semana em imersão na comunidade cega e disputou uma série de modalidades paraolímpicas para deficientes visuais. A edição em questão era um especial sobre Respeito e Preconceito.

Mulher em frente a um cartaz

Vai lá:Exposição Olhar com Outro Olhar
Quando: A partir de 18 de junho, das 9h às 18h
Onde: Museu do Futebol – Praça Charles Miller, s/n, São Paulo
Quanto: R$ 6 (inteira) /R$ 3 (meia-entrada). Grátis no dia da inauguração

Informações: (11) 3664-3848

Fonte: Revista Trip

Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –


Mais sobre audiodescrição
Quem disse que arte e tecnologia não podem andar de mãos dadas? Para provar que
Os visitantes com deficiência visual que comparecerem ao Museu Pelé, em Santos (SP), contam agora
Os programas de acesso de um dos maiores e mais importantes museus do mundo –