Olha Por Mim: exposição de fotos audiodescritas da MIDIACE

Este mês a MIDIACE traz a exposição Olha por Mim, que além das belíssimas obras da artista Mirtilo Gomes, nos apresenta a mais nova modalidade de audiodescrição, criada em terras lusas, batizada de Soundpainting.

Como se poderá ver em Olha por Mim, aquilo que diferencia o Soundpainting da audiodescrição convencional é a abordagem deliberadamente poética e multimodal. Explora-se a linguagem, a voz, os efeitos sonoros e a música para recriar obras de artes visuais de forma expressiva. A técnica permite que a pessoa cega crie uma imagem artística mental da obra que lhe é dada e permite ainda que a pessoa com visão normal ative os seus sentidos na exploração das imagens que recebe através da visão.

Para além da linguagem poética e das nuances sonoras, explora-se ainda a multissensorialidade e, sempre que possível, recriam-se as imagens em formato tátil para que as pessoas (cegas ou com visão normal) possam "ver" com as pontas dos dedos à medida que ouvem o Soundpainting.

Esta modalidade de AD tem sido muito bem recebida tanto pelos seus utilizadores como pela comunidade científica, tendo sido este conceito, já apresentado em várias conferências internacionais.

Nossos agradecimentos especiais a Josélia Neves e Walter Marcos por terem dividido conosco este maravilhoso trabalho.

Visite o site da MIDIACE e aprecie Olha por Mim, além de conhecer o Soundpainting e acompanhar uma entrevista com a audiodescritora Josélia Neves.

Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em


Mais sobre audiodescrição
Norma americana, divulgada pela Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos EUA exige
Existem na Espanha mais de dois milhões de pessoas com deficiência auditiva ou deficiência visual
Nós, os participantes do foro regional América Acessível: Informação e Comunicação para Todos, realizado em