Exposição de fotos audiodescritas da MIDIACE: Esculturas de Simone Kestelman

Fazer a audiodescrição de esculturas foi, para mim, um grande desafio, principalmente pelo fato delas serem representações de monumentos já existentes, como foi o caso das esculturas de Simone Kestelman, que representaram ou, por que não dizer, re significaram, interpretaram, traduziram, as obras arquitetônicas do teatro popular de Niterói (RJ), do edifício Copan e da Oca do Ibirapuera (SP).

Poderiam me perguntar, qual a diferença entre audiodescrever uma escultura /criação e escultura / representação. Pois bem, do ponto de vista plástico (descrição dos planos, curvas, cores, texturas, etc), nenhuma, mas do ponto de vista filosófico, faz muita diferença.

Aquelas esculturas de Simone são representações de outras obras de arte. A artista passou por um processo de abstração, que resultou em novas obras, belíssimas, por sinal. Meu trabalho como audiodescritora é buscar a objetividade, enquanto uma imagem busca em nós, a subjetividade. Esse por si só é um conflito e ele aumenta no momento em que, tendo na memória a obra primeira, devo audiodescrever a nova obra, a escultura. É por isso que digo que é um problema, do ponto de vista filosófico, pois estou no meio da maneira pela qual o espectador cego encontra essa obra de arte. Momento que deveria ser solitário ou privado. Sempre pedirei desculpas às pessoas com deficiência visual por essa “intromissão”!

No cinema, isso não me afetou tanto, pois as imagens em movimento são constantemente substituídas por outras, sem nos deixar tempo para refletir.

Qualquer que seja o objeto do olhar, deve haver uma audiodescrição para complementar nosso entendimento, pois a descrição do visível é o melhor dos desafios, é o gesto da palavra, é como se déssemos à imagem um gosto e um perfume. A descrição do visível pode levar o homem a se confortar na loucura, a se confrontar com a paz. É puro deleite dos sentidos. Fechem os olhos e boa viagem!

Além desse delicioso depoimento de Bell Machado, responsável pelas descrições das belíssimas esculturas que Simone Kestelman apresentou na exposição "Casa Cor 2011", veja também a entrevista que ela concedeu para Eliana Morato. E, sem dúvida, veja também as fotos da exposição e ouça suas descrições no site da MIDIACE!

Mais sobre audiodescrição
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por
A Associação Morungaba inaugura no dia 12 de setembro, às 18h, a exposição fotográfica Itinerante


Mais sobre audiodescrição
Fotografias que ficaram guardadas por anos e objetos pessoais do fotógrafo amador Alberto de Sampaio
Além da Pele: A Beleza da Alma e da Família é uma exposição composta por
A Associação Morungaba inaugura no dia 12 de setembro, às 18h, a exposição fotográfica Itinerante