Gravatá recebe Oficinas de Inclusão e Acessibilidade

Em parceria inédita entre a FUNDARPE e a Prefeitura de Gravatá, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH), trouxe para o município os facilitadores , voluntários, que são articulados por sua equipe ‘responsável’ pela realização das Oficinas de Inclusão e Acessibilidade, em Gravatá. As Oficinas vão até quarta-feira, dia 31, nos principais prédios públicos do município.

Confira a Programação:
OFICINAS DE INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE – SEDSDH/FUNDARPE/PREFEITURA DE GRAVATÁ I Oficina de Contação de Estórias para Crianças com Deficiência– 29.08.11
( Segunda-feira)

Carga horária: 04h
Horário: 14h00 às 18h00
Local: Colégio Estadual Devaldo Borges. Av. Joaquim Didier, 153, Centro de Gravatá.
Público-Alvo: Educadores, estudantes e familiares de crianças com deficiência
Conteúdo: Princípios de técnica narrativa, aspectos lúdicos da contação, conhecimento de livros acessíveis ( especialmente em Braile)
Objetivo: Possibilitar o uso da contação de estórias como ferramenta para fortalecer coordenação mental e motora, integração, lazer.
Facilitadora: Gisélia Bastos – Pedagoga, especializada em educação especial. Atualmente, coordena o Centro de Produção de Braile, do Instituto Antônio Pessoa de Queiroz ( IAPQ – Recife). II Oficina de Música para Pessoas com Deficiência – 30.08.11 ( Terça-feira)
Carga horária: 04h
Horário: 14h00 às 18h00
Local:Colégio Estadual Devaldo Borges. Av. Joaquim Didier, 153, Centro de Gravatá.
Público-Alvo: Educadores, pessoas com deficiência
Conteúdo: Princípios da experimentação musical, harmonia, ritmo.
Objetivo: Estimular a busca pela aptidão musical e valorizar o uso da vivência musical como ferramenta de integração, ludicidade, bem como trabalhar a coordenação mental e motora.
Facilitador: Nilton Cunha. Músico. Atua como produtor musical da Banda Segnos – formada por músicos com deficiência visual. III– Oficina de Áudio Descrição – 30.08.11 (Terça-feira)
Carga horária: 04h
Horário: 14h00 às 18h00
Local: SERC – Serviço de Estimulação e Reabilitação da Criança, Rua: João Inácio de Silva, 71 Centro
Público-Alvo: Educadores, profissionais liberais, estudantes, pessoas com deficiência visual e familiares de pessoas com deficiência
Conteúdo: História da Áudio Descrição, Legislação, Princípios da Técnica, experiências em filmes, ações realizadas em Pernambuco, perfil profissional do áudio descritor e do consultor em áudio descrição, referências de textos e cursos de formação na área.
Objetivo: Divulgar noções básicas da técnica e da profissão de áudio descrição, como ferramenta de acessibilidade comunicacional para pessoas com deficiência visual.
Facilitador: Paulo Vieira – Mestrando em educação – UFPE, Áudio Descritor. IV – Oficina de Pintura para Crianças com Deficiência – 31.08.11 (Quarta-feira)
Carga horária: 04h
Horário: 14h00 às 18h00
Local: Clube COHATA ( Clube da Cohab). Rua. Eugênio Cardoso da Fonte, no. 12, Cohab 1 – Gravatá.
Público-Alvo: Crianças com deficiência
Conteúdo: Princípios básicos da técnica de pintura, vivências de coordenação mental e motora, lazer, integração.
Facilitadora: Jupira Francisca – Fitoterapeuta e artista plástica. Atualmente, coordena Projeto de Pintura para Cegos, na Biblioteca Pública Estadual – PE Fonte: Blog Fernanda Tavares

Mais sobre audiodescrição
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017


Mais sobre audiodescrição
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017