Servidores de Guarulhos realizam trabalho voluntário de audiodescrição

Transformar imagens de uma cena de filme ou peça de teatro em palavras, descrevendo características físicas de personagens, cenários e elementos visuais relevantes que possibilitem aos deficientes visuais, disléxicos ou idosos uma melhor compreensão das obras que assistem. Este é o trabalho de audiodescrição que os servidores da Prefeitura Walter Carvalho e Araçary Teixeira desenvolvem voluntariamente há mais de um ano em Guarulhos.

Na última segunda-feira (20), Valter participou no Ministério das Comunicações, em Brasília (DF), da cerimônia oficial de anúncio da audiodescrição na TV aberta brasileira, que prevê a exigência desse recurso nas programações das emissoras de televisão por no mínimo duas horas por semana, a partir do próximo mês.

Servidor público municipal há 10 anos e lotado no setor de expediente da Secretaria de Administração e Modernização, Carvalho é também ledor voluntário do Espaço Braile, isto é, realiza a leitura de livros (audiobook) para os que não podem ler como os deficientes visuais. Já a educadora e professora de educação infantil Araçary trabalha na Prefeitura desde 2002.

Através de um curso promovido pela Laramara – Associação Brasileira de Assistência ao Deficiente Visual, em São Paulo, ambos tornaram-se audiodescritores e já participaram da audiodescrição dos filmes "O leitor" e "As branquelas", exibidos este ano pela Prefeitura no auditório da Biblioteca Monteiro Lobato, bem como de várias oficinas no Espaço Braile. A dupla integra a Comissão de Acessibilidade da Defensoria Pública do Estado de São Paulo e o Conselho Municipal para Assuntos da Pessoa com Deficiência (CMAPD).

"Temos paixão em contribuir para a acessibilidade das pessoas e é bastante gratificante auxiliar na inclusão cultural do deficiente",” afirmou Araçary, que também é intérprete de Lingua Brasileira de Sinais (Libras) para deficientes auditivos há mais de 15 anos. Ela adiantou ainda que irá ministrar uma oficina sobre Libras aos funcionários interessados, em meados de julho, por meio do projeto "Banco de Colaboradores" – uma iniciativa da Secretaria de Administração e Modernização que visa cadastrar servidores com currículo, formação acadêmica e experiência profissional, em especial no setor público, para a colaborarem como multiplicadores de seus saberes na disseminação de conhecimento e saberes a outros funcionários.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos

Mais sobre audiodescrição
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e
A atividade de consultoria em audiodescrição é desempenhada por pessoas com deficiência visual (cegueira ou


Mais sobre audiodescrição
Pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo de Natal apresentado no Palácio Avenida, em Curitiba, contou
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e
A atividade de consultoria em audiodescrição é desempenhada por pessoas com deficiência visual (cegueira ou