Comitê Paulista da Copa não esqueceu a audiodescrição

Nota do Blog:

Nas copas da Alemanha, do Japão/Coréia e África do Sul, o caderno de obrigações da FIFA exigiu que houvesse uma área reservada para pessoas com deficiência visual nos estádios. Exigiu também que houvesse a audiodescrição dos jogos para estas pessoas.

A notícia abaixo parece ser a primeira iniciativa no sentido de cumprir esta obrigação imposta pela FIFA.

Mas e as outras cidades sede?

FOLHA DE SÃO PAULO | PAINEL

RENATA LO PRETE – painel@uol.com.br

Nos trilhos: O comitê paulista da Copa recebe nesta semana consultores alemães especializados em logística e marketing. Após visita às obras do Itaquerão, o grupo, que atuou nos Mundiais de 2006 e 2010, analisará o plano de transporte público para o estádio.

Olha a hora: Enquanto não avança a concessão dos relógios instalados nas ruas paulistanas, o comitê da Copa quer usá-los para identificar a cidade como sede da competição. O pleito foi submetido à Comissão de Proteção à Paisagem Urbana da prefeitura da capital.

Para todos: São Paulo apresentará à Fifa a proposta de "Fan Fest Acessível". A área dos estádios destinada a portadores de deficiência visual terá audiodescrição das partidas. Metrô e CPTM trabalham no projeto de avisos sonoros no idioma das seleções alojadas na cidade.

com LETÍCIA SANDER e FABIO ZAMBELI

Fonte: Clipping do CNJ

Mais sobre audiodescrição
Imagine ter toda a sensação de estar no estádio do Castelão, sentir a vibração da
A Paralimpíada Rio 2016 traz mais de 4 mil atletas de 179 comitês nacionais para
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos


Mais sobre audiodescrição
Imagine ter toda a sensação de estar no estádio do Castelão, sentir a vibração da
A Paralimpíada Rio 2016 traz mais de 4 mil atletas de 179 comitês nacionais para
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos