Desfile de Moda inclusiva reúne pessoas com e sem deficiência em noite inclusiva

Nesta terça, 20 de setembro, às 19h, aconteceu o desfile de premiação da terceira edição do Concurso Moda Inclusiva. O Museu da Casa Brasileira abriu suas portas para receber cerca de 200 convidados. O evento, realizado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, classificou os 20 melhores trabalhos e os três primeiros colocados foram premiados. Com apoio da Rede Globo, entre outros parceiros, o evento foi prestigiado pelos atores Cássio Gabus Mendes, Gustavo Leão, Leopoldo Pacheco e Fernanda Machado.

Desfile de Modas

PraCegoVer: modelo infantil em cadeira de rodas no Desfile de Moda Inclusiva

Os trabalhos inscritos foram desenvolvidos por estudantes e profissionais de moda de todo o país. Os looks selecionados para a final foram apoiados com tecido para a confecção das roupas.

O Brasil tem, hoje, cerca de 30 milhões de pessoas com deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa 5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Há um mercado potencial bastante significativo de produtos e serviços para atender as demandas específicas desse segmento.

O DESFILE

Beleza e sofisticação reunidas em um só espaço. Na noite de terça, dia 20, o Museu da Casa Brasileira, em São Paulo se despiu de suas vestes rotineiras e abraçou a causa do vestuário inclusivo para pessoas com deficiência. Cadeirantes, cegos, amputados, surdos, enfim, pessoas com todos os tipos de deficiência, e também sem, acompanharam o desfile, em um espaço intimista e aconchegante. A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella, destacou na abertura do desfile que a importância do vestuário é inquestionável, na medida em que expõe a dignidade da pessoa. Ao final do Desfile, todos se reuniram à luz da lua, ao ar livre, no jardim do Museu, para comemorar a vitória dos finalistas do Concurso de Moda Inclusiva, que antecedeu o desfile.

Para fechar com chave de ouro a noite glamorosa, a Secretária Dra. Linamara apresentou os recursos de acessibilidade disponíveis a todos os presentes, com destaque para a cabine de audiodescrição, ao fundo da platéia, que fazia conecção com os fones de ouvidos distribuídos aos cegos presentes para que soubessem dos detalhes visuais que compunham as roupas do Desfile. A audiodescrição foi realizada pela Ver Com Palavras. O evento também ofertou intérprete de Libras. A passarela contou com recurso de piso tátil direcional. Noite plenamente acessível e inclusiva.

Durante o Desfile, na medida em que os modelos adentravam a passarela, os locutores iam destacando o diferencial de cada peça, no sentido de facilitar seu uso por pessoas com deficiência. Por exemplo, nas peças usadas pelas modelos cegas, era destacada a existência de item em braile, na etiqueta ou na manga, informando a cor ou tamanho. Nas peças utilizadas por modelos em cadeira de rodas o destaque ia para a facilidade de tirar/colocar com autonomia, por meio, por exemplo, de velcro em lugar de zíper ou botões.

Confira os estilistas vencedores do 3º Concurso de Moda Inclusiva:

1º lugar: Amanda Alves dos Santos
2º lugar: Vitória Cuervo de Azevedo Moura
3º lugar: Adriana Silva

Fonte: Secretaria de Estado da Pessoa Com Deficiência – governo de São Paulo

Mais sobre audiodescrição
Nem parecia que era domingo. O dia 25 de maio começou cedo na Escola Pró-Arte
Quando tinha 18 anos Ersea Maria Alves fez um curso de manequim, mas nunca imaginou
Música, literatura e declamações. Estas seriam as palavras que definiriam o Vida Iluminada Entre Amigos,


Mais sobre audiodescrição
Nem parecia que era domingo. O dia 25 de maio começou cedo na Escola Pró-Arte
Quando tinha 18 anos Ersea Maria Alves fez um curso de manequim, mas nunca imaginou
Música, literatura e declamações. Estas seriam as palavras que definiriam o Vida Iluminada Entre Amigos,