Nem Sempre Lila – com audiodescrição

"Arte Sem Barreiras Para A Pessoa Com Deficiência Visual" é a proposta do projeto/espetáculo "Nem sempre Lila", do Grupo Quadro de Cena (PE), que estréia no teatro Marco Camarotti (SESC Santo Amaro), no dia 21 de setembro, data em que se celebra o "Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência", um espetáculo que pretende estimular a reflexão acerca do processo de inclusão através da implementação de tecnologias assistivas para supressão de barreiras. Utilizando-se do recurso da áudio-descrição, voltado a pessoa com deficiência visual, o espetáculo vai inserir esse espectador no mundo mágico das imagens.

Nem Sempre Lila - cartaz da peça

Descrição do cartaz: design e ilustração em aquarela e caneta hidrográfica de Milena Marques. Cartaz colorido em papel couché, tem o formato de um retângulo estreito com bordas brancas irregulares, dimensão 20X13 cm. Ilustração de uma menina, Lila, pendurada pelas pernas em faixas coloridas justapostas paralelamente e curvadas para cima sugerindo um arco-íris de cabeça para baixo. Lila é branca de contornos pretos e está de costas com a cabeça em um fundo marrom. Na parte superior do cartaz, surgem as sete faixas nas cores, de cima para baixo, lilás, azul, azul claro, verde, amarelo, laranja e vermelho. Acima das faixas meia perna do joelho até a planta dos pés. Abaixo das faixas, a cabeça de Lila pende e os cabelos lisos e longos esvoaçam em um fundo marrom que varia de tonalidade. Por trás da cabeça de Lila, um marrom mais claro e granulado forma uma textura curva em profundidade. Mais abaixo esmaece num único tom de marrom até que por fim atinge um marrom muito escuro. Sob o fundo marrom em letras brancas lê-se: “Quadro de Cena apresenta” em letras maiores “Nem Sempre Lila” mais abaixo, num balão branco, lê-se em preto: “Onde? Teatro Marco Camarotti/Sesc de Santo Amaro. Quando: Dia 21, 22, 28/09 às 15h. 27, 29/09 às 10h Todos os espetáculos com áudio-descrição Entrada Franca”. Ao pé do cartaz, tarja branca: “Incentivo: Logomarca do SESC PE. Realização: Logomarca Quadro de Cena”. (Áudio-descrição do cartaz por Andreza Nóbrega e Liliana Tavares. Consultor: Dr. Francisco José de Lima)

O projeto está vinculado à pesquisa da mestranda Andreza Nóbrega denominada “Caminhos para Inclusão: uma reflexão sobre a áudio-descrição no teatro infanto-juvenil”. Sob a orientação do doutor Francisco José de Lima, que integra o corpo docente do programa de pós graduação em Educação da UFPE, a pesquisa se dispõe a investigar as contribuições da áudio-descrição na linguagem teatral para o processo de inclusão educacional, cultural e social da pessoa com deficiência visual.

Com o incentivo do SESC Pernambuco, Nem sempre Lila fica em cartaz nos dias 21, 22, 27, 28 e 29 de setembro no Teatro Marco Camarotti, primeiro de Pernambuco especializado em teatro para infância e juventude. Na ocasião serão realizadas entrevistas de recepção da áudio-descrição a fim de coletar dados para a pesquisa. A parceria com o SESC possibilitou a execução da pesquisa e montagem do espetáculo.

SINOPSE:

Era uma vez Lila, uma menininha (não tão menininha), que caiu num buraco depois de viver uma história sem “o feliz pra sempre” dos contos de fadas: a separação dos pais. Num dia de domingo, guiada por pensamentos e questionamentos, Lila embarca na brincadeira de ser a história: ela mergulha no universo das princesas, da Moura Torta e do Amor entre Recife e Olinda, entrelaçando e costurando esses contos com a sua própria vida. Lila está crescendo, e começa a descobrir que o mundo tem muitas formas diferentes de girar, mas ela vai ter que cavar bem fundo se quiser descobrir tudo. Cava, cava, cava!

SERVIÇO:

Nem sempre Lila
Quando: 21 e 22/09 às 15h | 27/09 às 10h | 28/09 às 15h | 29/09 às 10h
Onde: Teatro Marco Camarotti (Rua do Pombal, s/nº – Santo Amaro, Recife-PE)Entrada gratuita para todos

Agendamento: Rute Pajeú (81) 9606.7758

FICHA TÉCNICA:

Dramaturgia: Andreza Nóbrega, Eduardo Rios, Marcella Malheiros, e Milena Marques.
Coordenação de Dramaturgia: Marcella Malheiros
Direção: Quadro de Cena
Atuação: Andreza Nóbrega
Músicos/atores: Thomás Aquino e Marcella Malheiros
Direção Musical: Diogo Lopes e Thomás Aquino
Letras e composição: Milena Marques
Preparação de Elenco: Eduardo Rios
Fonoaudióloga: Theonila Barbosa
Figurino, cenário e maquiagem: Camila Buarque
Execução de figurino: Sara Paixão
Designer de luz: Andreza Nóbrega e Milena Marques
Consultoria em iluminação: O Poste Soluções Luminosas
Operação de Luz: Milena Marques
Programação Visual: Milena Marques
Autores inspiradores: Câmara Cascudo, Sergio Caparelli, Eduardo Rios com o conto inédito do Amor entre Recife e Olinda.
Fotos: Michel Chaves
Produção: Andreza Nóbrega
Produção executiva: Rute Pajeú (Grão – Comunicação e Cultura)
Realização: Grupo Teatral Quadro de Cena

Equipe da pesquisa:

Orientador: Dr. Francisco José de Lima
Roteiro de áudio-descrição: Andreza Nóbrega/ Liliana Tavares
Locução de Áudio-descrição: Liliana Tavares.

Incentivo: SESC-PE

Apoio: Teatro Marco Camarotti, Núcleo SESC para Infância e Juventude, Editora Universitária UFPE.

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma