Outra vitória de uma mãe guerreira

Acontece nos dias 18, 19 e 20, no teatro Marista, a exibição da peça "A Bela e a Fera", um espetáculo infantil com adaptação de Eliane Lemos Sperandio. No dia 20, a Prefeitura de Colatina está preparando uma apresentação com audiodescrição para pessoas com deficiência visual.

A Bela e a Fera

"Você já se perguntou como um cego pode assistir um filme de bang bang e saber quem atirou primeiro? Fácil: é só alguém contar para ele. Isso é audiodescrição: a narração detalhada de tudo o que acontece em cena para que pessoas que não enxergam compreendam o conteúdo da obra", disse a audiodescritora Letícia Schwartz, que estará presente no teatro.

O espetáculo narra a história de um príncipe que é transformado em monstro por uma velha mendiga. A mulher, além de enfeitiçar o jovem, faz seus empregados assumirem a forma de objetos diversos. Para que o feitiço fosse desfeito, o príncipe teria que aprender a amar e ser amado. Muitos anos se passam e o príncipe está perdendo a esperança de se livrar do feitiço, quando conhece uma jovem chamada Bela.

Serviço:

Dia 18 – apresentação às 17 horas
Dias 19 e 20 – apresentação às 19 horas
Ingressos (cadeira numerada) a R$ 7,00 (antecipado)
Locais de venda: Colégio Marista, Foto Lider, Colchões Ortobom e Aquarela.

Nota do Blog: quem leu o artigo O Ônus da Audiodescrição: depoimento de uma mãe já conhece um pouco de Rosangela Gera, mãe de Laurinha, uma menina cega de 11 anos. A notícia acima é mais uma conquista de Rosangela.

Fonte: Prefeitura de Colatina (ES)

Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma


Mais sobre audiodescrição
A partir deste sábado, 5, estarão abertas as inscrições para a quinta edição do Programa
Paradinha Cerebral faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica. A peça foi um dos projetos
Atualmente, é possível acomodar em um mesmo espetáculo um público de surdos, que acompanha uma