Mogi das Cruzes realiza seminário sobre acessibilidade

Depois de sediar a Caravana da Acessibilidade, Mogi das Cruzes realiza no dia 13 de setembro, na Câmara Municipal, das 8 às 18 horas, o seminário municipal de Acessibilidade, Diversidade e Inclusão. O evento terá a participação de especialistas em várias áreas e discutirá ações práticas para garantir os direitos das pessoas com deficiência.

A Pequena Vendedora de Fósforos

Imagine-se assistindo o filme A Pequena Vendedora de Fósforos como uma pessoa cega, sem audiodescrição. O que você entenderia dele?

O Todo Poderoso: com audiodescrição da MIDIACE

Domingo (03/09/2011) outro trabalho realizado pela MIDIACE, com narração da Dublavídeo, irá ao ar pela Rede Globo no Temperatura Máxima, a partir das 14:00h. Trata-se do filme "O Todo Poderoso", uma comédia estrelada por Jim Carrey , Jennifer Aniston e Morgan Freeman.

ópera Don Pasquale: com audiodescrição no Teatro São Pedro

A ópera Don Pasquale , de Gaetano Donizetti, dividida em três atos, estreou no Teatro Italiano, em Paris, em 1843. Tem como protagonista Don Pasquale, um velho solteirão, rico e teimoso, que resolve se casar para não deixar que a fortuna conquistada por ele seja herdada por Ernesto, seu sobrinho, por quem a noiva de Pasquale é apaixonada. É uma das óperas cômicas de maior sucesso até hoje.

Mostra de teatro fez sucesso em Maringá e terá nova edição em 2012

Em 2012, Maringá terá uma 2ª edição da Mostra de Teatro Contemporâneo. A garantia é da Teatro & Ponto, idealizadora do projeto. A primeira edição do evento terminou no último domingo com o espetáculo "Olhares Guardados", da companhia londrinense Expressividade Cênica para Deficientes Visuais, e teve lotação esgotada em quase todos os espetáculos.

Palestra na UFJF aborda tradução audiovisual

"Dar acesso é dar escolhas". A afirmação da professora Vera Lúcia Santiago de Araújo, pós-doutora em Linguística Aplicada, na palestra "Tradução e acessibilidade: avanços, transformações e perspectivas", ratifica a ideia de que os deficientes auditivos e visuais não devem ser tratados com diferença. Incluir esse público a apreciação de produtos audiovisuais, segundo ela, representa esforço mínimo. Isso porque a adoção de parâmetros semelhantes de tradução para ouvintes, não ouvintes, cegos ou pessoas de baixa visão tem baixo custo e ainda garante aumento de espectadores para essas produções.