Encontro de Acessibilidade em Juíz de Fora

"Legitimar o espaço da pessoa com deficiência", esse foi um dos propósitos do II Encontro de Acessibilidade, segundo a professora Dra. Eliana Lúcia Ferreira, que abriu o evento no dia 1º de Dezembro. Em seu discurso, ela também ressaltou que a acessibilidade não envolve apenas recursos logísticos, mas uma cultura de integração. Logo em seguida iniciou-se a conferência de abertura proferida pela representante da Coordenadoria Geral de Políticas Pedagógicas da Educação Especial, do Ministério da Educação (MEC) Sandra Moreira sobre “políticas públicas em educação inclusiva”. Tema bastante polêmico, que rendeu muitas dúvidas e discussões entre os participantes.

No evento foi realizada uma mesa redonda com as professoras Dra. Elisa Tomoe Moriya Schlünzenda UNESP; a Dra. Maria Beatriz Rocha Ferreira da UNICAMP e Dra. Lívia Maria Villela de Mello Motta da PUC-SP. Cada uma apresentou um tema específico: Elisa tratou da educação inclusiva, mostrando os projetos dos quais participa na UNESP; Maria Beatriz falou sobre os processos sócio-culturais que formam e alteram o conceito de deficiência na sociedade e Lívia usou uma dinâmica com a plateia para que essa percebesse a importância de seu tema: Audiodescrição.

O encontro também contou com apresentações orais e de posters que foram selecionados entre aqueles que se inscreveram no site para participarem do evento. Um deles foi o trabalho de Lucas Sousa, aluno de Educação Física da Universidade de Lavras, que fez uma avaliação das condições arquitetônicas de sua universidade: "por causa dos prédios serem mais antigos…fica complicado a adaptação. Mas com as construções novas, a universidade vem demonstrando um empenho em melhorar esse quadro". Para ele é importante participar de eventos como o II Encontro de Acessibilidade porque neles pode-se “conhecer mais pessoas e possíveis linhas de trabalhos na área de Educação Física adaptada”.

Todas as pessoas que participaram do encontro receberam uma pasta com um CD contendo o resumo dos trabalhos. Além de todas as programações citadas foi feita uma reunião de pesquisadores de Acessibilidade Universitária e apresentados trabalhos de audiodescrição.

Fonte: CAEFI – Coordenação de Acessibilidade Educacional, Física e Informacional – UFJF

Mais sobre audiodescrição
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017


Mais sobre audiodescrição
A PUC Goiás e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas abriram oficialmente
Na próxima terça-feira, dia 14 de março, às 18h, o site do projeto Diversidade na
O 3° Encontro (Inter)nacional de Audiodescrição acontece de 26 a 29 de abril de 2017